Croata desistiu de pedir a camisa de Messi: 'Argentinos não sabem perder'

Astro do Barcelona, Lionel Messi costuma ser abordado por adversários pedindo sua camisa. Mas, na quinta-feira, um croata desistiu da ideia. Ante Rebic, autor do primeiro gol da vitória por 3 a 0 do seu país, abriu mão do presente que queria dar a um amigo porque se disse decepcionado com a postura dos argentinos durante a partida na Copa do Mundo na Rússia.

- Para ser honesto, eu queria pegar a camisa do Messi para um amigo, que é grande fã do Leo. Mas os argentinos me causaram uma impressão tão ruim que desisti de pedir a camisa de Messi - falou o atacante para o Goal, irritado, principalmente, com o zagueiro Nicolás Otamendi, do Manchester City.

- Honestamente, eu esperava muito mais. Pelo menos, dos jogadores do Campeonato Inglês, que estão acostumados a um ritmo e duelos elevados. Estou decepcionado com o comportamento e a falta de Fair Play deles, sem mencionar como nos provocaram. Um atleta deve saber lidar com a derrota - prosseguiu Rebic.

- Lamento ter ficado nervoso com as decisões de alguns árbitros em vez de aproveitar meu gol e o fato de termos esmagado a Argentina. Quando Otamendi deliberadamente chutou a bola em Rakitic, era claramente para vermelho. Mas só fez a nossa vitória mais doce. Comemoramos no vestiário, no ônibus, no avião...

Para Rebic, o jogo foi ainda mais especial. Ele abriu o placar com um golaço, com um voleio de primeira após uma grotesca falha do goleiro Caballero, que acabou lhe dando uma assistência. Por isso, o jogador de 24 anos comparou a partida à sua decisiva atuação pelo Eintracht Frankfurt, na final da Copa da Alemanha, em 19 de maio, fazendo dois na vitória por 3 a 1 sobre o favorito Bayern de Munique.

- Nem sei quantas mensagens recebi depois do jogo! Foi o meu melhor jogo pela Croácia e, juntamente com a recente final da Copa da Alemanha, contra o Bayern, foi o melhor da minha carreira. Já vi meu gol 100 vezes até agora. Foi bem bonito, né? Achei que os zagueiros me pressionariam se eu dominasse a bola, então chutei de primeira, sem pensar muito - disse, só questionando o nível do árbitro Ravshan Irmatov, do Usbequistão

- O árbitro não era de qualidade, e não é a primeira vez que isso aconteceu na Copa do Mundo, com muitos árbitros sem experiência em algumas das maiores competições, como a Liga dos Campeões. Entendo que é Copa do Mundo, precisa ter árbitros de todas as partes, mas é importante que os jogos sejam conduzidos por alguém de acordo com a importância e o ritmo da partida. O árbitro não tinha nem chuteiras, usava apenas tênis comuns! Isso nos chocou.

Com seis pontos, a Croácia é a única seleção classificada no Grupo D da Copa do Mundo. Na terça-feira, às 15h (horário de Brasília), em Rostov, pela última rodada da primeira fase do Mundial, poupará jogadores diante da Islândia, que tem um ponto, assim como a Argentina, e briga diretamente pela vaga nas oitavas de final com o time de Messi, que enfrenta a Nigéria no mesmo horário.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos