Atacantes lamentam derrota para a Alemanha, mas Berg frisa 'espírito incrível' para avançar

Com a esperança de mostrar que a ressaca pós-derrota de virada para a Alemanha ficou para trás, a Suécia tem agora a missão de superar o México e torcer para os alemães não vencerem a Coreia do Sul nesta terceira e última rodada do Grupo F da Copa do Mundo, a ser realizada nesta quarta-feira.

Diante da atual campeã, a Suécia saiu com gosto amargo sobretudo por ter aberto o placar. O marcador da ocasião, Ola Toivonen, comentou sobre a sensação de ter ir à rede, mas sair derrotado em Sochi.

- Marcar um gol na Copa do Mundo é um sonho de infância que se tornou realidade. É algo que você procura por toda a sua vida. Foi muito especial, mas depois você pensa no resultado e dói por ter perdido daquela forma. Teria sido muito legal ter eliminado a Alemanha do grupo - falou o atacante.

Outro atacante sueco, Marcus Berg também deu declarações e admitiu que o clima no vestiário era bem ruim com a derrota por 2 a 1.

- Logo depois da partida, estávamos com um sentimento depressivo, a gente se sentia mal. Mas se sentia mal para levantarmos a cabeça de novo - disse o camisa 9, completando:

- Temos a vaga em nossas mãos e é algo que nos deixa muito felizes. Vamos fazer tudo possível contra o México. Nosso time tem um espírito incrível. Vai ser muito difícil nos impedir de avançar para a próxima fase.

O duelo entre Suécia e México será realizado às 11h (de Brasília) desta quarta-feira, em Ecaterimburgo.

A SITUAÇÃO DO GRUPO F (simule aqui)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos