Fã de MC Kevinho e trunfo de Löw: Brandt supera desconfiança alemã

Logo após a surpreendente derrota para o México, na abertura do Grupo F da Copa do Mundo, Julian Brandt causou polêmica ao parar para tirar uma selfie com um garoto que gritou para ele na saída do gramado do Estádio Níjni Novgorod. Sorriu para a imagem, algo considerado "inapropriado" pela imprensa local.

O fato é que o meia-atacante, o segundo mais jovem da seleção, já trouxe consigo um peso e uma desconfiança por conta da escolha de Joachim Löw: o treinador justificou o contestável corte de Leroy Sané pela presença de Brandt.

- Foi uma decisão apertada entre ele (Sané) e Julian Brandt. A escolha acabou favorecendo Brandt. Leroy tem um grande talento. Ele estará de volta (à seleção) em setembro, mas ainda não convenceu em partidas pela seleção.

E Löw provou que Brandt não foi à Rússia para passear e ganhar experiência. Campeão da Copa das Confederações no ano passado e da Eurocopa sub-19 em 2014, a joia foi acionada contra os mexicanos na vaga de Werner.

Com pouquíssimo tempo para mostrar serviço, Brandt, pela ponta esquerda, acertou a trave e por centímetros não evitou o vexame. Já contra a Suécia, também entrou na fogueira, porém no lugar do lateral-esquerdo Hector. A Alemanha empatava e via suas chances de ir às oitavas serem minimizadas. Como uma espécie de karma, acertou a trave pela segunda vez em dois jogos.

Já para o próximo jogo, a ser realizado nesta quarta-feira, às 11h (de Brasília), muito provavelmente Brandt ganhará mais minutos para se destacar e provar que Sané deve ser esquecido, até pela fragilidade da adversária, a Coreia do Sul, fiel da balança do Grupo F. A conferir os próximos passos do garoto.

FÃ DE MC KEVINHO

Brandt tem relações próximas com o Brasil. Por aqui, mais precisamente no Maracanã, ficou com a medalha de prata após ser derrotado para o Brasil nos Jogos Olímpicos do Rio, em 2016. E, provavelmente nesta época, construiu hábitos cariocas que chamam a atenção até mesmo entre amigos.

De acordo com o lateral-esquerdo brasileiro Wendell, companheiro do meia no Leverkusen, é fã do funk do carioca e tem em MC Kevinho um cantor imprescindível em sua playlist.

- Uma vez ele me mostrou uma música nova do MC Kevinho. O Julian colocou no vestiário, começou a dançar junto com o Jonathan Tah e falou: "Você não conhece? Essa é nova" (risos) - comentou Wendell, em entrevista a ESPN Brasil.

- Ele adorou o Brasil e o povo brasileiro. Ele se tornou fã da música brasileira. Tem música de funk que ele conhece que eu nunca ouvi - completou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos