Técnico da Coreia não joga a toalha contra a Alemanha: 'Bola é redonda'

Ciente da ingrata missão de fazer a Alemanha ter outro tropeço, a Coreia do Sul não quer adotar um discurso de caráter amistoso para o jogo desta quarta-feira, às 11h (de Brasília), na Arena Kazan. Tida como fiel da balança do Grupo F, a lanterna e zerada seleção asiática vê o seu treinador manter as esperanças.

- Para ser honesto, a Alemanha é bem melhor do que a gente e não vai ser fácil. Mas a bola é redonda. Tudo pode acontecer, acredito que vamos ter chances. O México já os venceu, então há esperança para a gente - comentou o técnico Shin Tae-yong.

Para a Coreia do Sul sair com uma surpreendente vaga às oitavas, algo que só ocorreu em 2002 e em 2010, precisará vencer a atual campeã e torcer por uma vitória do México. Neste caso, haveria um empate triplo junto à Alemanha e Suécia, dependendo do quesito saldo de gols (primeiro critério) para avançar.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos