Tunísia quer vitória sobre o Panamá para quebrar jejum de 40 anos

Já eliminada da Copa do Mundo, a Tunísia encara o Panamá na quinta-feira, às 15h (de Brasília), em Saransk. Apesar de o jogo não valer muita coisa em termos de classificação, os africanos entrarão em campo com o objetivo de quebrar um jejum que persegue a seleção.

A Tunísia não vence uma partida de Copa do Mundo há 40 anos. Em 2 de junho de 1978, bateu o México por 3 a 1, em Rosário, na Argentina. Aliás, essa foi a primeira vitória de uma seleção africana em Copas do Mundo.

- Jogamos duas partidas contra equipes melhores que nós, já que estávamos em um grupo difícil. Agora, devemos nos concentrar no último jogo e vencer o Panamá e parar essa série de 40 anos sem vencer uma partida da Copa do Mundo - afirmou o zagueiro Hamdi Naguez, de 25 anos.

Ainda no Mundial da Argentina, a Tunísia perdeu da Polônia por 1 a 0 e empatou com a Alemanha Ocidental em 0 a 0. Depois, participou das Copas de 1998, 2002 e 2006, tendo campanha idêntica nas três: duas derrotas e um empate.

O técnico Nabil Maâloul tem problemas para escalar a Tunísia. O zagueiro Dylan Bronn tem lesão no tornozelo e vai parar por quatro a seis semanas. Syann Ben Youssef foi vetado por conta de dores no joelho. Outro desfalque é o goleiro Mouez Hassen, que ficará quatro meses fora de ação por conta de contusão no ombro.

Além do trio, Maâloul pode ficar sem outros jogadores por conta de desgaste físico. O treino do último domingo foi cancelado para a recuperação dos atletas.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos