Pool: Seleção Suíça é favorita às quartas de final, mas precisa acordar

A Seleção Suíça está nas oitavas de final da Copa do Mundo! O desempenho contra a Costa Rica foi fraco, mas é o resultado final que importa. Chegar à frente é a recompensa por sete anos de trabalho duro. A preparação começou em Londres, em 2011, quando Ottmar Hitzfeld mandou Xhaka, de 18 anos, para o campo.

A geração da atual Seleção gira em torno do meia, estrela do Arsenal, e é tão forte que provavelmente não existiu outra melhor antes dela. Há muitos acertos - e Vladimir Petkovic fez um ótimo trabalho em tornar o grupo humano.

Mas ainda assim, a Seleção Suíça tem que acordar! No confronto com a Costa Rica, o desempenho da equipe foi catastrófico nos primeiros 30 minutos. É provavelmente a pior fase inicial na era Petkovic.

O time precisa, urgentemente, se ligar para o jogo contra a Suécia. Pode-se dizer também que quem joga mal, mas vai com a vantagem de 1 a 0 para o intervalo, tem toda a sorte do seu lado.

O jogo contra os suecos é completamente diferente. Nossos atletas são experientes: na primeira eliminatória da Copa do Mundo de 2014, essa equipe levou a Argentina à beira da aposentadoria. A maioria dos titulares estava lá na época, e certamente vai com muita tranquilidade para o duelo em São Petersburgo.

A Seleção Suíça entra no jogo como um leve favoritismo. Individualmente, os jogadores suíços são melhores. Mesmo com os dois defensores, Lichtsteiner e Schär, apagados em campo. Acordada, a Suíça obtém seu potencial, e as chances para as quartas-de-final aparecem.

Se não agora, quando então ...?

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos