Brasil revê freguês histórico com quem nunca jogou decisões em Copas

Adversário do Brasil nas oitavas de final da Copa do Mundo, o México é um rival histórico da Seleção. Até aqui, em Mundiais, foram quatro confrontos nos quais os mexicanos não conseguiram vencer e nem sequer marcar gols - todos aconteceram em primeira fase. Vale destacar, é claro, que três dessas partidas foram entre as décadas de 50 e 60. O jogo acontece na próxima segunda-feira, às 11h (horário de Brasília), em Samara.

O primeiro embate entre as duas seleções em Mundiais foi na Copa de 1950, no Brasil. No primeiro jogo do torneio, a Seleção aplicou uma goleada de 4 a 0 nos mexicanos, no Maracanã, Rio de janeiro. Ademir, duas vezes, Jair e Baltazar marcaram os gols para os brasileiros.

Na Copa do Mundo seguinte, em 1954, na Suíça, mais uma vitória brasileira na fase de grupos do torneio. Pinga, duas vezes, Didi, Baltazar e Julinho fizeram a festa do Brasil na vitória por 5 a 0.

No Mundial do Chile, em 1962, mais uma vez na primeira fase e no primeiro jogo do torneio, como em 1950, a Seleção Brasileira despachou os mexicanos com vitória por 2 a 0, com gols de Pelé e Zagallo, no que seria o caminho aberto para o bicampeonato brasileiro.

Já em 2014, no segundo jogo da fase de grupos, o goleiro Guillermo Ochoa fechou o gol e comandou o 0 a 0 do México com o Brasil, em Fortaleza. Foi o único empate da Seleção na primeira fase, pois venceu a Croácia e Camarões.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos