CR7 nunca foi tão bem na seleção, e até pênalti perdido é bom presságio

Esqueça a péssima atuação no empate por 1 a 1 diante do Irã, no último jogo da fase de grupos, com direito a até acusação de agressão que valeu um cartão amarelo. Vemos na Copa do Mundo na Rússia o melhor desempenho que Cristiano Ronaldo já teve pela seleção. Quem prova isso são os números, e até o pênalti que ele perdeu na segunda-feira é um bom presságio para Portugal.

O craque costuma se destacar nas Eliminatórias, tanto para a Eurocopa quanto para Mundiais, mas, nas competições, geralmente rende abaixo do que se espera. Até a atual Copa do Mundo, nunca tinha balançado as redes mais de três vezes em um torneio defendendo o seu país. Por isso, seu desempenho na Rússia, com quatro gols em três partidas, já é inegavelmente histórico.

O capitão chegou à sede desta Copa com apenas três gols em Mundiais, e já fez mais do que o dobro disso na atual edição. Antes, os campeonatos em que foi mais artilheiro com a camisa lusa foram balançando as redes três vezes, nas Euros de 2012 (em cinco jogos) e na de 2016 (em sete jogos).

Neste último torneio continental, o capitão foi campeão. E é nele que se vê um ponto positivo no pênalti que ele cobrou nas mãos do goleiro iraniano Beiranvand. Há dois anos, na França, pela fase de grupos da Euro (mesma fase deste último duelo contra o Irã, na Copa do Mundo atual), diante da Áustria, CR7 sofreu pênalti, bateu e desperdiçou, acertando a trave, sentenciando o 0 a 0.

Para ressaltar a importância desse histórico desempenho do camisa 7, é importante lembrar seus números por Portugal: é o maior artilheiro (85 gols , só atrás dos 109 do iraniano Ali Daei na lista de maiores artilheiros por seleções da história), quem mais atuou (153 jogos), quem tem mais jogos pelo país em Copas do Mundo (16) e Eurocopas (21), artilheiro em Euros (nove gols) e, em Mundiais, igualou-se a Pelé e aos alemães Seeler e Klose como únicos a fazerem gols em quatro edições diferentes.

Com esse eficiente currículo, Cristiano Ronaldo, aos 33 anos, é a grande arma para enfrentar o Uruguai, nas oitavas de final da Copa do Mundo, às 15h (horário de Brasília) deste sábado, em Sochi. E ampliar ainda mais os números de seu inegavelmente melhor desempenho em quase 15 anos defendendo a seleção principal de Portugal - estreou em 21 de agosto de 2003.

Confira os números de CR7 defendendo Portugal em torneios importantes:

Euro 2004

6 jogos - 2 gols

Copa 2006

6 jogos - 1 gol

Euro 2008

3 jogos - 1 gol

Copa 2010

4 jogos - 1 gol

Euro 2012

5 jogos - 3 gols

Copa 2014

3 jogos - 1 gol

Euro 2016

7 jogos - 3 gols

Copa das Confederações 2017

4 jogos - 2 gols

Copa do Mundo 2018

3 jogos - 4 gols

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos