Descanso durante a Copa é celebrado por comissão técnica do Flamengo

  • Gilvan de Souza/ Flamengo

    Efetivado, o técnico Maurício Barbieri comanda o Flamengo em busca de títulos

    Efetivado, o técnico Maurício Barbieri comanda o Flamengo em busca de títulos

Os dez dias de descanso que o elenco do Flamengo recebeu durante a Copa do Mundo foram considerados primordiais para o segundo semestre. O Rubro-negro tem o Brasileirão - o qual lidera - fases finais da Copa Libertadores e da Copa do Brasil. Por isso, a importância de uma equipe na ponta dos cascos.

"Temos a meta de sempre buscar evoluir e ter excelência. Estamos muito satisfeitos com o trabalho desenvolvido, mas não acomodados. Consideramos satisfatória a volta dos jogadores. Todos tiveram orientações para o período de folga", avaliou o médico Márcio Tannure.

O profissional ainda destacou que o descanso em nada atrapalha, como muitos falam. Segundo ele, a equipe não estará sem ritmo de jogo ou algo parecido.

"O tempo parado não nos atrapalhou em nada, foi até bom para eles descansarem e recuperarem, pois vinham de uma sequência dura de jogos. Todos atletas são reavaliados quando retornam de um período de descanso e em função disso foi elaborada uma planilha de treinos para eles", completou.

Quem também viu com bons olhos o tempo que o elenco teve para recuperar as energias foi o coordenador científico Daniel Gonçalves.

"É importante para os atletas que mais jogaram. Quem jogou mais até o momento já atingiu a minutagem de um ano inteiro no calendário europeu. Mesmo com esse tempo parado eles não ficaram inativos. O nível de massa muscular de alguns atletas até aumentou e o período de recesso foi proveitoso para eles se recuperarem", encerrou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos