Fortaleza fatura mais uma vitória e amplia vantagem na ponta da Série B

Longe de seus domínios, o Fortaleza se reencontrou com o que mais tem acontecido em suas partidas pelo Brasileirão da Série B: Vitória. Contra o Paysandu jogando no Mangueirão, o time da capital cearense venceu por 1 a 0 e agora é mais líder do que nunca com 29 unidades, sete a mais do que o Avaí. Por sua vez, o Paysandu acumulou o quinto compromisso sem ganhar e se situando na 11ª posição com 17 pontos.

O jogo

O líder da competição mostrou sua qualidade na troca de passes, imprimindo o seu ritmo na partida ao mesmo tempo que evitava com que o Papão da Curuzu exercesse a tradicional pressão dos minutos iniciais. Entretanto, mesmo assim a primeira finalização mais aguda veio do time paraense quando o meia Thomaz dominou com liberdade para avançar e bater de perna esquerda, forçando Marcelo Boeck a fazer uma importante defesa.

Depois dos primeiros minutos, o Paysandu percebeu que apertar a saída de bola do seu oponente dificultava bastante a vida dos cearenses e, exercendo essa pressão, diminuiu drasticamente a frequência do Fortaleza no ataque e fez com que o Bicolor tivesse mais oportunidades de ficar próximo ao gol de Boeck. Porém, faltava acertar a mira na hora das finalizações.

As duas equipes demonstravam disposição para melhorar o nível da partida, mas erros tanto dos anfitriões como dos visitantes principalmente na construção das jogadas acabaram deixando o ritmo do jogo mais lento, travado.

E, quando o placar parecia que terminaria zerado no intervalo, um lampejo de criatividade do meio-campo do Leão do Pici ajudou com que o Fortaleza saísse na frente. Recebendo passe por elevação de Felipe, o ala Bruno Melo ficou frente a frente com Renan Rocha e mostrou categoria para bater rasteiro, por baixo das pernas do arqueiro.

Segundo tempo

A partida recomeçou com apenas uma diferença "básica" da primeira etapa: O Fortaleza começou com nove jogadores na linha já que Bruno Melo ainda não havia retornado dos vestiários. E, mesmo ciente da situação, o árbitro Eduardo Thomaz de Aquino optou pelo reinício da partida para, com cerca de um minuto de bola rolando, o camisa 6 aparecesse e adentrasse o campo.

O ritmo da partida seguiu mais ou menos com a mesma velocidade dos primeiros 45 minutos com a diferença de que o Fortaleza parecia acertar um pouco mais suas jogadas ofensivas do que o Papão da Curuzu. Por outro lado, o time cearense sofria pouco na composição defensiva bastante em função dos seguidos erros do Paysandu nas finalizações.

As entradas de Pedro Carmona, Mateus Muller e Renan Gorne mostravam pouca eficiência prática, já que a defesa do Leão do Pici seguia absoluta no confronto e sem ser efetivamente ameaçada. Com isso, a partida praticamente foi administrada pelos visitantes até o apito final que, em meio a vaias e protestos da torcida local diante da fase negativa do time paraense, consolidou mais um triunfo na Série B.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos