Cruzeiro deposita parcela ao Botafogo do 'caso Rony' e evita ação na CBF

  • Reprodução/Albirex Niigata

    Rony é atacante do Albirex Niigata

    Rony é atacante do Albirex Niigata

O imbróglio entre Botafogo e Cruzeiro em relação ao atacante Rony parecia equacionado. Parecia, até o clube mineiro atrasar a parcela de R$ 200 mil relativa ao mês de junho. O depósito, todavia, foi efetuado no fim da manhã desta segunda-feira. Os cariocas cogitavam ação junto à CBF se não recebessem.

Diante do pagamento da última parcela, não consta mais débito, e o Botafogo não tem mais porque acionar a CBF. Tal dívida existe desde que Rony, de 23 anos, foi anunciado, iniciou treinos, mas não foi liberado pelo Albirex Niigata, do Japão, para defender o clube carioca.

Emprestado pelo Cruzeiro ao time japonês, ele gostaria de retornar ao futebol brasileiro, mas uma cláusula - antes desconhecida pela nova diretoria celeste - renovava automaticamente o vínculo com os orientais.

O atleta havia sido incluído na negociação por Bruno Silva, que foi para a Raposa por R$4 milhões. Sem Rony no acordo, o acerto foi de mais R$1 milhão a ser pago ao Botafogo. A parcela em atraso era a segunda de R$200 mil. Restam três.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos