Verdão e Galo lucram mais que o esperado com Guedes; entenda a negociação

Palmeiras, Atlético-MG e Criciúma concluíram nesta quinta-feira uma complexa negociação que levará o atacante Róger Guedes para o Shandong Luneng, da China. O Verdão e o Galo acabaram saindo no lucro.

O valor total da venda é de 9,5 milhões de euros (R$ 43 milhões).

O Palmeiras, dono de 25% dos direitos econômicos do jogador, levará 45,26% do valor total: 4,3 milhões de euros (R$ 19,5 milhões).

O Atlético-MG, clube para o qual o jogador estava emprestado até dezembro deste ano, tinha direito a 5% do valor total como taxa de vitrine. No fim, ficará com 27%: 2,5 milhões de euros (R$ 11,3 milhões).

O Criciúma, dono de 75% dos direitos econômicos de Guedes, cedeu e ficou com o restante: 2,7 milhões de euros (R$ 12,2 milhões).

Embora o martelo já tenha sido batido, há um pequeno risco de que a venda não se concretize porque a janela chinesa fecha em poucas horas, nesta sexta-feira. Se isso acontecer, Guedes volta ao Galo e cumpre seu contrato até dezembro.

Parte do valor arrecadado pelo Verdão na venda de Róger Guedes será usada para ressarcir o ex-presidente Paulo Nobre, que pagou R$ 2,5 milhões ao Criciúma para comprar 25% dos direitos em 2016. Nobre tem direito a receber este valor com uma pequena correção.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos