Erik explica discussão sobre pênalti no clássico: 'Eu pedi, mas entendi'

  • VITOR SILVA/SSPRESS/BOTAFOGO

Na reta final do clássico do último domingo, um pênalti marcado a favor do Botafogo poderia ter mudado o placar da partida disputada no Maracanã. Mas Rodrigo Lindoso parou no goleiro Rodolfo, e a vontade de Erik ter efetuado a cobrança virou notícia. O técnico Zé Ricardo minimizou o pedido do atacante, explicando que a hierarquia das penalidades já estava decidida. Nesta quarta-feira, foi o próprio jogador quem botou panos quentes na situação.

"O professor já deixa tudo certo sobre quem é o primeiro e o segundo treinador, mas eu estava muito confiante. Eu pedi, mas entendi. A bola acabou sobrando, eu tentei caprichar, mas a bola não quis entrar. Tenho, acho, 11 gols de pênalti na carreira, treino para estar sempre preparado", explicou Erik.

No Botafogo, Erik ainda não teve oportunidade para cobrar penalidades. Curiosamente, Brenner também estava na partida em questão. O centroavante diz nunca ter perdido um pênalti na carreira, nem nas divisões de base.

Um dos mais participativos do ataque alvinegro desde que estreou, Erik ainda procura o primeiro gol. Foram quatro jogos, boas jogadas, mas ainda nenhuma bola na rede.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos