Presidente cogita até aumento para segurar Dudu no Palmeiras no ano que vem

  • Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação

    Presidente Galiotte promete fazer o máximo para manter Dudu no time

    Presidente Galiotte promete fazer o máximo para manter Dudu no time

O Palmeiras fará de tudo para manter Dudu, sem descartar, inclusive, um aumento salarial. Esse foi o discurso de Maurício Galiotte, presidente do clube, ao ser questionado sobre a possibilidade de melhorar os vencimentos do atacante, que deve ser eleito o craque do Campeonato Brasileiro nesta segunda-feira e, também, alvo de propostas.

"Pode ser. Vamos trabalhar para que o Dudu continue. Vamos entender a situação e buscar alternativas. O Palmeiras tem de ser forte o ano que vem, como foi neste ano, e a cada ano mais forte. O Palmeiras tem condições para isso. Temos uma equipe qualificada, um trabalho de base muito consolidado e equilíbrio financeiro e administrativo, com patrocínios de ponta, os maiores do Brasil. O Palmeiras tem, hoje, todos os atributos fundamentais para conquistar títulos e continuar conquistando", disse o mandatário.

Leia também:

"Vamos fazer o que for possível. A ideia é que o Dudu permaneça. Não conversamos com nenhum empresário para ter foco no Brasileiro. Agora, vamos tratar todos os casos com a devida atenção. Mas a ideia é que o Dudu permaneça. Vamos trabalhar muito nessa direção", prometeu Galiotte.

Em fevereiro, o Palmeiras renovou seu contrato com Dudu, ampliando o acordo até 2022, com bonificações pelo acordo. Em julho, o Guangzhou Evergrande (CHN) lhe ofereceu um salário de mais de R$ 2 milhões por mês, além de R$ 32 milhões em luvas no momento da assinatura do contrato. Mas o Verdão recusou a oferta, de 15 milhões de euros (cerca de R$ 60 milhões na época) ao clube, com a promessa de que ele poderia sair no futuro.

"O Palmeiras renovou com o Dudu em fevereiro, ele tem um contrato novo conosco. Inclusive, foi isso que falei para o Dudu na metade do ano, quando chegou a proposta: que é importante o aspecto financeiro, incomparável em termos de valores, mas temos de pesar também o plano de carreira, onde o atleta pensa em chegar, a ideia dele em termos de Seleção e exposição. No Palmeiras, ele terá grande exposição, disputará títulos. É importante que tudo isso seja considerado. E ele ficou, fez a diferença. É fora da curva", lembrou Maurício Galiotte, voz ativa para manter o camisa 7 no meio do ano.

O temor da perda de Dudu é forte entre os palmeirenses. Quando o atacante ia bater escanteio no triunfo por 3 a 2 sobre o Vitória, nesse domingo, no Allianz Parque, os torcedores intensificavam os gritos de "Fica, Dudu!", retomados enquanto o time erguia a taça do Campeonato Brasileiro. Intensamente questionado sobre o assunto, o camisa 7 ressalta que nenhuma oferta chegou.

"Tenho um bom contrato, até 2022, e minha família é muito bem recebida em São Paulo. Ninguém sabe o dia de amanhã, mas não chegou nada. Hoje em dia, é muito difícil isso de jogar a vida inteira no clube, mas respeito o Palmeiras. Sempre que entrar em campo, vou defender o clube da melhor maneira, e espero que seja assim nesses anos de contrato que tenho", disse Dudu.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos