Topo

Esporte


Fortaleza derrota Náutico na abertura da Copa do Nordeste

Stephan Eilert/AGIF
Imagem: Stephan Eilert/AGIF

16/01/2019 00h42

A torcida do Náutico compareceu em peso ao estádio dos Aflitos e viu o Fortaleza vencer com autoridade na abertura da Copa do Nordeste. Com dois gols de Júnior Santos e um de Éderson, o Leão venceu por 3 a 1.

Na próxima rodada, o Timbu encara o Sergipe, fora de casa. Enquanto isso, o Leão mede forças com o CSA, na Arena Castelão.

O duelo

Com menos de um minuto o Fortaleza abriu o placar. Em rápida descida do Leão, Tinga deixou Júnior Santos em ótima condição na grande área, que driblou dois zagueiros, deixou o goleiro no chão e mandou para o fundo das redes.

O gol obrigou o Timbu a sair para o ataque e o goleiro Marcelo Boeck começou a aparecer com mais frequência. Quando o empate pernambucano ficava maduro, um lance mudou todo o contexto do duelo. O arqueiro do Fortaleza caiu no chão e chamou o médico. Incomodados com a cera, o volante Josa, do Náutico, reclamou de maneira ríspida com a arbitragem e acabou expulso.

Mesmo com um a menos, o Timbu continuou em cima e não deixava o Fortaleza respirar. Na chance mais clara, Jorge Henrique cobrou falta, Camutanga cabeceou e Boeck salvou de maneira espetacular.

No contra-ataque, o Fortaleza por muito pouco não ampliou. Novamente Júnior Santos em boa condição na grande área, ficou livre e chutou a esquerda de Luiz Carlos.

Na etapa final o Leão voltou disposto para matar o duelo. Logo aos 5 minutos, após um bate-rebate na grande área, Edinho soltou o pé e a bola triscou a trave. Pouco tempo depois, Paulo Roberto saiu limpo pela direita e chutou por cima do travessão.

Após os sustos, o Náutico tentou sair para o jogo, mas a equipe pernambucana apresentava problemas no sistema de criação e parava na marcação do rival.

O segundo gol do Fortaleza veio aos 29 minutos. Na cobrança de escanteio, a zaga falhou e Júnior Santos, sozinho na pequena área, empurrou para o fundo das redes.

Em desvantagem, o Timbu sentiu o baque e cedeu espaços. Veloz, o Fortaleza foi mortal e chegou ao terceiro gol. Edinho foi lançado, invadiu a grande área e achou Éderson, que apenas chutou firme e saiu para comemorar com os companheiros.

Ainda deu tempo do Náutico descontar. Na bola parada, Boeck saiu mal e Wallace Pernambucano cabeceou para o fundo das redes.

Mais Esporte