Topo

Esporte


Aos 35 anos, Robben descarta aposentadoria e relembra Copa do Mundo

MICHAEL DALDER/REUTERS
Imagem: MICHAEL DALDER/REUTERS

17/02/2019 14h33

O holandês Arjen Robben ainda tem muitos minutos para jogar. Em entrevista ao Daily Mail, da Inglaterra, o veterano, que deixará o Bayern de Munique ao fim da temporada, descartou uma possível aposentadoria ainda este ano. 

Leia também:

Na gringa: O drama de Robben e as intermináveis explicações de Sergio Ramos

VAR corrigiu 40 erros no 1º turno do Campeonato Alemão, diz organização

"Vou continuar jogando. Não sei por quanto tempo mais, mas sempre disse que enquanto eu aproveitar o futebol e estiver bem fisicamente para ter uma performance em alto nível, eu vou querer continuar jogando. Eu também estou curioso sobre o próximo passo: talvez a Inglaterra, a Espanha, ou outro lugar...", afirmou. 

Além disso, o jogador de 35 anos relembrou a final da Copa do Mundo de 2010, quando a Holanda perdeu o título para a Espanha, com ele desperdiçando uma grande chance de marcar e exaltou Pep Guardiola.

"Você sempre pode dizer "E se tivesse entrado?" mas, no momento, foi daquele jeito... Você tem que decidir o que fazer em menos de um segundo. E nunca se sabe. Os holandeses dizem: 'O que teria acontecido se você tivesse feito aquele gol?', mas ainda tinha quase meia hora de jogo. A Espanha podia ter atacado e marcado", disse.

O veterano holandês também aproveitou para comentar sobre Pep Guardiola, que treinou o Bayern de Munique entre 2013 e 2016: "Guardiola é, para mim, o melhor treinador do momento (...) Ele é um cara especial em termos de tática e de como pode improvisar durante a partida. Ele ama futebol e ter a bola. Não gosta de correr atrás da bola. É muito interessante o jeito em que ele vive e respira futebol 24 horas por dia

Ainda em ação pelo Bayern, Robben terá pela frente uma dura missão na Liga dos Campeões: enfrentar o Liverpool nas oitavas de final. "Nós não temos mais jogadores tão jovens, temos um time experiente. Todos sabem como é a atmosfera no Anfield, uma das melhores na Europa. Deve-se ficar atento a isso. Nesses jogos grandes, não existem muitos segredos: é tudo sobre pequenos detalhes", afirmou, antes de acrescentar: "O Liverpool mudou e se desenvolveu bem, crédito para Klopp, que faz um grande trabalho. No ano passado, chegaram a final da Liga dos Campeões, indo bem na Premier League. Esse é o título que todos esperam do Liverpool".

Mais Esporte