Topo

Esporte


São Paulo adia estreia de novo patrocínio para evitar polêmicas

Marcello Zambrana/AGIF
Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

2019-03-10T13:47:54

10/03/2019 13h47

Há pouco mais de uma semana, São Paulo e AOC assinaram um contrato de patrocínio válido por um ano. A parceria era para ter estreado ontem, no jogo contra a Ferroviária, mas como a empresa de tecnologia também estampa seu logo nas camisas dos árbitros do Campeonato Paulista, o Tricolor optou por adiar o negócio para o início do Brasileirão, em abril, com o propósito evitar possíveis conflitos.

O regulamento da Federação Paulista de Futebol não prevê nem um tipo sequer de cláusula sobre este tipo de acordo e, portanto, o São Paulo poderia ter entrado no gramado do Pacaembu com o logo da AOC estampado na parte frontal de sua camisa, assim como foi acordado entre as partes há alguns dias.

Apesar do inconveniente, o contrato entre o clube do Morumbi e a empresa de tecnologia permanece sem nem um tipo sequer de alteração. Os representantes da AOC entenderam a ponderação do São Paulo e aceitaram que a estreia fosse apenas no Brasileirão, possivelmente no dia 28 de abril.

Os valores (não revelados) e o tempo de contrato (um ano) se mantiveram intactos. A ideia da diretoria do Tricolor era, além de se esquivar de possíveis conflitos, zelar pela imagem da AOC.

Em 2015, a Crefisa - principal patrocinadora do Palmeiras - também estampou seu logo nas camisas dos árbitros do Campeonato Paulista. O caso gerou muita polêmica entre torcedores e dirigentes e chegou a ser analisado pela Fifa, que recomendou à FPF que retirasse a marca da empresa das roupas do trio de arbitragem.

Mais Esporte