Topo

Esporte


Andrés e Lugano testam VAR e demoram mais de 2 minutos para rever lance

2019-03-21T15:48:52

21/03/2019 15h48

Os representantes de sete dos oito classificados às quartas de final do Campeonato Paulista estiveram na sede da Federação Paulista de Futebol (FPF) hoje para definir as datas das quartas de final e também ter uma aula sobre o funcionamento do VAR. Presidente do Corinthians, Andrés Sanchez participou de um teste prático ao lado de Diego Lugano, superintendente de relações institucionais do São Paulo.

Leia também:

Confira as datas e horários das quartas de final do Campeonato Paulista
Andrés confirma interesse em compra de Avelar "mesmo tentando o Arana"
Lugano fala em "consenso" por Pato, mas deixa decisão nas mãos de Cuca
Com taça penhorada, Corinthians promete pagar dívida até segunda-feira

Na opinião de Andrés, a implementação do VAR é uma medida "irreversível", mas será preciso paciência para absorver eventuais erros de procedimento com a nova tecnologia. "Lugano e eu participamos de um lance no qual demoramos dois minutos e meio para rever. É complicado", concluiu o corintiano. "Dirigente, jogadores, torcida têm que ter um pouco de paciência. Só com o tempo vai melhorar. Não é simples. Imagine, saiu o gol e foi falta no começo. Eu tenho uma interpretação e você tem outra. É difícil. Vai dar alguns problemas, mas é algo irreversível. Temos que ter paciência, estudar bastante e se preparar cada vez melhor", ponderou, durante entrevista coletiva na sede da FPF.

Assim como Andrés, Lugano concorda que o VAR será parte do futuro do futebol brasileiro. Hoje dirigente do São Paulo, o ex-zagueiro é a favor do árbitro de vídeo e acredita que a mudança é positiva. "Estamos de acordo que o VAR chega para ajudar, é a tecnologia no futebol, mas ainda está longe da perfeição. Nos últimos anos, o VAR tem interferido, querendo fazer justiça. Ainda precisa evoluir", disse Lugano, para quem "é preciso melhorar para não virar bagunça, com muita gente opinando", o que levaria muito tempo durante o jogo.

Nas quartas de final do Estadual, o VAR será totalmente custeado pela FPF. A estimativa é que sejam gastos cerca de R$ 28 mil por partida. A "estreia" da tecnologia acontece às 17 horas (de Brasília) deste sábado (23), quando Novorizontino e Palmeiras abrem o mata-mata no estádio Jorge Ismael de Biasi, em Novo Horizonte-SP.

Mais Esporte