Topo

Futebol


Arana fez postagem polêmica e pediu desculpas. Relembre atletas que se retrataram após viralizar nas redes

2019-04-17T17:41:32

17/04/2019 17h41

A internet não é sem lei e o julgamento, pelo menos da população, vem muito rápido. Após fazer canto homofóbico para a torcida do São Paulo, o jogador do Sevilla, da Espanha, Guilherme Arana, teve que pedir desculpas. Pelo mesmo motivo, Felipe Bastos, do Vasco, teve que se retratar.

Já com Thiago Neves, o problema foi uma brincadeira sem graça envolvendo o Atlético-MG e a tragédia em Brumadinho. O LANCE! destaca alguns casos de retratação publica que aconteceram recentemente. Confira!

ARANA E O SÃO PAULO

O lateral-esquerdo Guilherme Arana, ex-Corinthians e atualmente no Sevilla (ESP), fez um canto homofóbico com o hino do São Paulo. O jogador fez uma transmissão ao vivo em seu Instagram com os amigos e lembrou do duelo entre Timão e Tricolor pela final do Paulistão. Após a repercussão, Arana se desculpou também por meio do seu Instagram.

FELIPE BASTOS

O vídeo em que o volante Fellipe Bastos comemora o título da Taça Guanabara deste ano, no gramado do Maracanã, com palavrões de cunho homofóbico teve uma grande repercussão negativa e gerou até resposta por parte do Fluminense. O meia publicou um vídeo pedindo desculpas nas redes sociais pelo acontecido.

THIAGO NEVES

Após o post provocando o Atlético-MG pela queda à Série B de 2005 usando como analogia a barragem que se rompeu em Brumadinho, o meia Thiago Neves voltou a se pronunciar com um pedido de desculpas em sua conta no Instagram. A postagem de Thiago gerou revolta tanto de cruzeirenses, quanto de atleticanos e o jogador classificou como infeliz a brincadeira.

DEYVERSON

Após cuspe em Richard, do Corinthians, que lhe rendeu uma suspensão de seis jogos no Paulista deste ano. Sem rir, pediu perdão pelo vídeo "de brincadeira" em que se despediu rumo à China. O atacante recusou mesmo a oferta do Shenzhen FC, da China, que poderia render 15 milhões de euros ao clube. Ao mesmo tempo, disse que pode errar de novo, como tem feito no Verdão.

MARINHO

O atacante Marinho deixou a sua imagem um pouco desgastada com a torcida tricolor no fim de 2018, após a divulgação de um vídeo divulgado nas redes sociais com Marinho à beira da piscina e, perguntado se jogaria no Flamengo, dizendo: Fala, rapaziada, tem que agitar para mim chegar (sic) lá. Pode ir lá no Grêmio me pedir emprestado que eu vou na hora, hein". A declaração pegou mal e o jogador pediu desculpas.

ALEX TELLES

O lateral-esquerdo Alex Telles causou polêmica no futebol português em maio de 2018. Durante a festa do Porto pela conquista do título nacional, o brasileiro recebeu um cachecol e o ergueu. No apetrecho, estava escrito: "Toda a merda é Benfica". Os dizeres para o eterno rival logo viralizou na internet e o jogador pediu desculpas por meio das redes sociais.

EDÍLSON

O lateral-direito Edílson, em coletiva concedida em maio de 2018, se pronunciou sobre a sua entrevista dada à rádio Rádio Atlântida, de Porto Alegre, onde disse que gostaria de voltar ao Grêmio "o mais rápido possível". parte da torcida do Cruzeiro se irritou com o jogador, que horas depois, postou um vídeo "explicando" o ocorrido.

Mais Futebol