Topo

Atlético-MG

Presidente do Fortaleza critica abordagem do Atlético-MG por Rogério Ceni

Divulgação/Fortaleza Esporte Clube
Técnico Rogério Ceni comanda o Fortaleza durante partida Imagem: Divulgação/Fortaleza Esporte Clube

2019-04-18T20:07:52

18/04/2019 20h07

Sem técnico, o Atlético-MG parece disposto a tirar o treinador de outra equipe após a demissão de Levir Culpi. O Galo está atrás de Rogério Ceni depois de tentar e receber negativas de Tiago Nunes, do Athletico-PR, e Jorge Sampaoli, do Santos.

As investidas do alvinegro a técnicos empregados irritou o presidente do Fortaleza, Marcelo Paz, pelas conversas do Galo com Rogério Ceni.

Paz demonstrou insatisfação com o assédio do Atlético-MG sobre o seu treinador, ainda mais perto de uma final estadual. Domingo, o Tricolor de Aço decide o Cearense contra o Ceará, podendo empatar ou perder por um gol, já que venceu o primeiro jogo por 2 a 0.

"Eu estou espantado, especialmente com a imprensa do Sul do país, considerando normal esse procedimento do Galo Mineiro. O que está havendo são dois pesos e duas medidas em relação ao assunto. Recentemente, o Atlético-MG procurou o técnico do Athletico Paranaense e a grande imprensa reclamou, informando que o procedimento correto seria passar primeiro pelo clube. Agora, todos estão considerando normal que o Atlético Mineiro faça contato diretamente com Rogério Ceni, quando ele está empregado e tem contrato conosco. Citemos o exemplo do técnico Dorival Júnior, que está sem clube. Se surgirem dois clubes interessados nele, haverá uma disputa, porque ele está sem clube, mas o Rogério tem um empregador", disse em entrevista ao "Diário do Nordeste".

Marcelo Paz contou que soube do interesse do Galo em Rogério Ceni por meio da imprensa. O dirigente reiterou que nenhuma informação foi repassada pelo ex-goleiro sobre negociações com o time mineiro.

"Abri um site aqui e vi a informação de que o Atlético iria fazer proposta para o Rogério Ceni na segunda-feira. Então, já deve estar em negociação, mas não fomos comunicados de nada", contou.

Marcelo Paz crê na permanência de Ceni e acha que não há razão para Rogério deixar o Fortaleza, pelo cenário positivo que se desenha para o clube cearense, que além da final estadual, vai disputar a decisão da Copa do Nordeste e iniciar um Brasileiro da Série A graças ao título da Segunda Divisão de 2018.

"Todos os salários estão rigorosamente em dia. As obras de construção do nosso centro de excelência, um pedido do Ceni, não estão no ritmo que se esperava, por causa das chuvas, mas os trabalhos seguem para atender tudo o que foi planejado. Então, não existe uma tentativa nossa de segurá-lo aqui, mas apenas o contrato que existe e que os demais fatores estão todos encaminhados para a permanência do nosso treinador", acrescentou Marcelo Paz.