Topo

Futebol


'Quero essa vitória mais pelo São Paulo do que por mim', admite Cuca

20/04/2019 09h09

Um dos responsáveis por montar a base que foi campeã do Mundial de Clubes com o São Paulo em 2005, o técnico Cuca pode conquistar seu primeiro título pelo Tricolor no próximo domingo. Para isso, basta uma vitória simples contra o Corinthians, em Itaquera, na final do Paulistão. Apesar da possibilidade de conquista nesse fim de semana, o comandante do clube do Morumbi prefere ressaltar o trabalho de outros profissionais.

- Para ser sincero, sou o que menos merece alguma comemoração. O (Vagner) Mancini (coordenador de futebol) está trabalhando há algum tempo com os meninos. Não apenas o Mancini, mas o Carlinhos Neves (preparador físico), o Raí (diretor-executivo de futebol), o Alexandre Pássaro (gerente-executivo de futebol). Os méritos maiores se essa vitória vier é deles. Quero muito essa vitória. Quero essa vitória mais pelo São Paulo do que por mim - confidenciou o técnico do Tricolor.

Em sua segunda passagem pelo clube do Morumbi, Cuca tem um desafio grande pela frente: quebrar o tabu de nunca ter vencido em Itaquera e conquistar o estadual, algo que o São Paulo não consegue há mais de uma década. Aliás, a última taça do Tricolor no Paulistão foi levantada em 2005, com a base montada pelo próprio treinador um ano antes.

Apesar do méritos de Cuca na escolhas do elenco de 2004, que viria a ter extrema influência no time que viria ser campeão da Copa Libertadores e do Mundial de Clubes no ano seguinte, o treinador prefere manter o discurso de humildade e relembrar as pessoas que o ajudaram naquela época.

- Não é justo falar que eu montei aquele time. O Dr. Marcelo Portugal, o Dr. Juvenal Juvêncio e o Milton Cruz trabalharam muito. O São Paulo fez um grande time naquela época e ganhou tudo o que ganhou. Hoje, a formação dos jogadores está aparecendo mais. Se você for ver a história, ela não aconteceu tão rápido, houve um tempo. Mesmo que ganhemos o Paulistão ainda temos muita coisa para trabalhar - pontuou o comandante, lembrando que seu atual trabalho no São Paulo ainda levará tempo para ser desenvolvido.

Embora tenha seu nome marcado na história do Tricolor, Cuca ainda não foi campeão com o clube do Morumbi. A oportunidade de bater essa marca será no domingo, contra o Corinthians, em Itaquera. Para isso, é necessário vencer o rival fora de casa. Ciente da dificuldade da partida e do problema do São Paulo em marcar gols, Cuca optou por tirar a responsabilidade dos jogadores.

- Precisamos melhorar o nosso poder de criação. Em uma mudança radical como foi feita não dá para achar que em um mês dá para mudar isso. Estamos colhendo o fruto recém plantado. Tomara que consigamos o título, mas ainda tem muita coisa a ser feita. Jogando junto, eles vão se conhecer melhor. Isso é com o tempo - encerrou o treinador.

Mais Futebol