Topo

Futebol


Eleito o melhor do estadual, João Paulo viverá experiência inédita contra o Atlético-MG

25/04/2019 12h03

Depois de conseguir o prêmio de melhor atleta do Campeonato Catarinense consagrando um grande início de temporada também com o título junto ao Avaí, o meia João Paulo parte para aquele que, até então, pode ser considerado o jogo mais importante de sua carreira: O primeiro na Série A do Brasileirão.

Para o confronto do próximo sábado (27) frente ao Atlético-MG em Belo Horizonte, ele ressaltou a relevância no aspecto tanto de sua trajetória profissional como para o clube e pontua que o momento é de pensar unicamente no futuro.

- É uma Série A, é a competição que todo jogador quer estar jogando aqui no Brasil, é a elite. Claro que tem a ansiedade, são só os melhores duelando. Foi o que eu falei, foi muito bom ter sido campeão, marcamos nosso nome na história do Avaí, e foi muito bom ter sido o craque do Catarinense, foi inesquecível e mais do que especial, mas isso já tem que ficar para trás. Já comemoramos. Agora é trabalho e foco na Série A - entende João Paulo.

Como não poderia deixar de ser, o meia de 28 anos de idade também fez suas considerações acerca do Galo que, apesar do momento conturbado, segue tendo valores individuais que exigem atenção principalmente do sistema de marcação avaiano. Algo, aliás, que é uma constante no torneio em sua avaliação:

- Você olha a tabela e vê que tem pedreira atrás de pedreira. Não tem o que escolher. É focar sempre todas as forças e atenções no próximo jogo. Nosso foco é total no Atlético Mineiro. É um time que tem vários jogadores de qualidade, que já jogaram em seleção. Sabemos disso e vamos respeitar. A torcida do Avaí pode ter certeza que vamos nos doar muito para conseguir um bom resultado na estreia.

Pensando a longo prazo na permanência do Avaí na elite nacional, João Paulo tem ciência de que o investimento disponível do clube é menor do que de outras equipes participantes. Porém, pretende de alguma forma "compensar" a diferença financeira com uma considerável dose de garra e dedicação:

- Esse grupo é conhecido por trabalhar muito, se dedicar muito. Acho que todos viram isso no Catarinense, é um time e um grupo que deu a vida, que trabalhou muito. Mas estamos sempre buscando a evolução, a melhora. Temos que trabalhar ainda mais, dedicar ainda mais, ter ainda mais garra, ainda mais luta. Nosso investimento não é como o dos outros na competição, então vamos lutar muito.

Mais Futebol