Topo

Athletico

Técnico do Athletico vê 'má sorte' em pênaltis e se diz orgulhoso com time

Gabriel Machado/AGIF
Imagem: Gabriel Machado/AGIF

2019-04-25T09:10:46

25/04/2019 09h10

O resultado que o Athletico trouxe na bagagem de 3 a 2 desfavorável contra o Jorge Wilstermann foi longe dos planos feitos pensando em antecipar a classificação para a próxima fase da Copa Libertadores, algo que acabou vindo com o resultado de igualdade em 2 a 2 no outro jogo da chave entre Tolima e Boca Juniors.

Todavia, o técnico Tiago Nunes preferiu exaltar o bom desempenho dos seus comandados durante os noventa minutos, sendo por muitas vezes mais presente no plano ofensivo e seguindo a linha de um futebol bem jogado, com troca de passes e movimentação coordenada.

Ele ainda acrescentou que não é possível imputar qualquer tipo de culpa a Jonathan e Paulo André nos dois lances em que foram marcadas as penalidades contra o Furacão:

"Temos uma característica própria de jogo, com a posse de bola construída de trás para que seja um meio para chegar ao ataque. Foi um jogo aberto, franco, pela característica do adversário, que se defendia com poucos jogadores. Os pênaltis não tiveram culpados, foram situações de má sorte, com a bola batendo nos braços, os jogadores de costas, em momentos que estávamos controlando bem o jogo", disse.

O treinador da equipe paranaense tampouco aproveitou seu discurso para, de alguma forma, menosprezar o estilo de jogo dos anfitriões, não seguindo a linha de raciocínio que fala em "justiça" no futebol para aquele que tem um estilo de jogo mais solto.

"Falar em justiça é algo muito particular no futebol. A justiça é de quem ganha. Criamos tanto quanto ou mais que o Jorge Wilstermann. Pecamos um pouco no aproveitamento, sempre tivemos um aproveitamento alto. Mas me sinto orgulhoso da equipe pelo fato de propormos o jogo, não viemos aqui nos escondendo, buscando um resultado por uma bola. Viemos aqui mantendo a nossa identidade", ratificou Tiago Nunes.

As atenções do Rubro-Negro agora estarão concentradas na estreia da equipe pelo Brasileirão. No próximo domingo (28), às 16 h (horário de Brasília) na Arena da Baixada, a equipe recebe o Vasco.