Topo

Futebol


Diogo Vitor tem pena por doping reduzida e pode voltar a jogar pelo Santos ainda em 2019

2019-04-26T12:08:57

26/04/2019 12h08

O meia-atacante Diogo Vitor, do Santos, teve sua pena de dois anos reduzida em seis meses em julgamento realizado na manhã desta sexta-feira. A punição por resultado de exame antidoping que flagrou no jogador uma substância presente na cocaína, agora, é de 18 meses. No entanto, como o Santos suspendeu o jogador de forma preventiva no dia 25 de abril do ano passado, o atleta já cumpriu 12 meses e voltará aos campos no final de outubro deste ano.

O julgamento do atleta de 22 anos aconteceu no Tribunal de Justiça Desportiva Antidoping, em Brasília (DF). A votação do julgamento terminou com três votos por 18 meses de pena, dois votos por 24 meses e um voto apenas pelos 12 meses já cumpridos. O flagra no exame antidoping ocorreu depois da partida entre Santos e Botafogo-SP, em 21 de março de 2018, pelas quartas de final do Campeonato Paulista.

O gancho para Diogo Vitor máxima poderia ser de quatro anos. Em outubro do ano passado, em julgamento, foi dada a pena de dois anos. A defesa de Diogo acreditava na liberação definitiva desta vez, mas ficou satisfeita com a redução. Não ter apresentado contraprova, com a admissão no tribunal, foi um ponto a favor do jogador.

Diogo Vitor tem contrato com o Santos até 16 de fevereiro de 2021. O acordo está suspenso e o jogador, por determinação da Fifa, não pode receber salário e nem treinar nas instalações do Peixe.

Mais Futebol