Topo

Futebol


Com Londrina na vice-liderança da Série B, Safira prega cautela

2019-05-22T15:06:46

22/05/2019 15h06

É quase que inevitável com que o torcedor do Londrina não fique contente e até mesmo empolgado com os números apresentados pelo time até aqui: quatro jogos com três vitórias, um empate e a vice-liderança da Série B ficando atrás do Bragantino apenas no saldo de gols.

Todavia, a postura do atacante Safira em palavras captadas pelo portal da cidade Bonde segue sendo a de pregar cautela e alertar que, apesar dos próprios jogadores também estarem felizes que as coisas vem acontecendo de maneira positiva, a disputa está apenas começando:

- Temos que manter a pegada para uma boa sequência. Temos um time aguerrido, que não se entrega e enquanto não acaba o jogo não para de lutar. Acho que a característica é um pouco diferente em relação aos anos anteriores, com mais velocidade.

Em 2019, a realidade do jogo sofreu uma mudança no aspecto positivo já que, agora, consegue participar de mais jogos sem se preocupar tanto com a grave contusão que minou a parte final de sua temporada em 2018. Algo que ele faz questão de frisar e, claro, comemorar:

- É uma felicidade, após passar por um momento difícil e ficar muito tempo parado e agora ter a possibilidade de jogar. Graças a Deus tive a cabeça no lugar, eu esperei e me dediquei. Creio que tudo está dando resultado agora. A lesão me fez amadurecer muito.

Por fim, ele também comentou que o Tubarão não precisa, de maneira nenhuma, pensar no fato de que a pausa para a Copa América seja algo maléfico para dar tempo de treinamento a adversários que, hoje, não estão em sua melhor forma.

Muito pelo contrário, ele avalia como uma grande oportunidade do próprio LEC trabalhar para que a possível melhora dos oponentes não seja suficiente para afastar o time paranaense da ponta da tabela.

- Eu acho que com esta parada, os times vão aproveitar para se reforçar e consertar erros. Nossa equipe está no caminho certo e vem se entregando. Creio que temos que continuar assim e não nos preocuparmos com os demais times - concluiu Safira.

Mais Futebol