Topo

Palmeiras

Felipe Melo renovou. Veja 4 atletas com contrato até dezembro no Palmeiras

Marcello Zambrana/AGIF
Felipe Melo durante Palmeiras x Sampaio Correa Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

2019-06-12T09:33:15

12/06/2019 09h33

Nessa terça-feira, o Palmeiras anunciou a renovação com Felipe Melo, que tinha seu contrato se encerrando em dezembro e, agora, acertou vínculo até o final de 2021. Outros quatro no elenco estão em situação similar à do volante, mas ainda não tiveram prorrogação confirmada: os goleiros Fernando Prass e Jailson, o zagueiro Edu Dracena e o meia Alejandro Guerra.

O quarteto tem contrato até 31 de dezembro de 2019 e, curiosamente, nenhum deles é titular incontestável da equipe do técnico Luiz Felipe Scolari. O plantel ainda tem Gustavo Gómez com vínculo se encerrando neste ano: o empréstimo do zagueiro paraguaio acaba no próximo dia 30, mas o diretor de futebol Alexandre Mattos já informou formalmente ao Milan que deseja sua permanência e deve desembolsar 4,5 milhões de euros (quase R$ 20 milhões).

Veja a situação de cada um dos quatro que ficam sem contrato em dezembro:

FERNANDO PRASS

É o jogador com mais partidas (271) e há mais tempo no clube (sete anos) do elenco. Completará 41 anos de idade em julho e já disse que quer atuar, no mínimo, até o final de 2020. Virou reserva de Weverton em 2018, mas atuou em oito dos 32 jogos do time na temporada (25%). Um dos maiores ídolos da torcida do atual plantel, foi alvo de campanha para que renovasse para 2019 e o mesmo pode ocorrer nesta temporada.

JAILSON

Também idolatrado pela torcida, o goleiro renovou seu contrato por mais um ano em dezembro, assim como Prass e Edu Dracena. É o jogador da posição com menos partidas em 2019 (três), mas a diretoria o considera importante dentro do elenco. Mais jovem do que Prass (fará 38 anos em julho), tem uma possibilidade grande de ampliar por mais um ano o seu vínculo no final da temporada, mesmo sendo a terceira opção nas recentes escolha de Felipão.

EDU DRACENA

O zagueiro completou 38 anos de idade em maio e é bem valorizado tanto pela diretoria quanto pela comissão técnica, que preparou um programa especial na pré-temporada para lhe dar condições físicas de jogar. Apesar de ser o zagueiro com menos jogos do elenco (13) na temporada, tem a confiança de Felipão e o apoio do diretor de futebol Alexandre Mattos. Possui boas chances de renovar com o clube que defende desde 2016, participando de dois títulos brasileiros.

GUERRA

É a renovação mais improvável. O camisa 18 sequer atuou neste ano - não joga desde 2 de dezembro, última rodada do Brasileiro - e apenas foi ao banco em cinco partidas das 32 da equipe em 2019. Apesar de ter feito um trabalho físico particular na pré-temporada, teve lesão muscular só treinando. Não foi inscrito no Paulista e está na lista da Libertadores. Despertou interesses de outros clubes. O Verdão, porém, não aceita emprestá-lo. Mas não deve ficar com o venezuelano, que completará 34 anos de idade no próximo dia 9.