Topo

Futebol


Tite entende vaias e afirma que posicionamento fez Brasil evoluir

2019-06-15T01:02:11

15/06/2019 01h02

A vitória do Brasil sobre a Bolívia por 3 a 0, na noite desta sexta-feira, na estreia na Copa América, foi marcada por desempenhos distintos da Seleção. O primeiro tempo foi aquém do esperado, provocando vaias dos cerca de 47 mil torcedores que foram ao Morumbi. Na etapa final, porém, o Brasil evoluiu e chegou ao placar vitorioso - com gols de Everton e Philippe Coutinho (dois). O técnico Tite, em entrevista coletiva após a partida, ressaltou que a melhora foi com base na conversa no intervalo.

- A gente veio com a liberdade de Daniel Alves na criação, bastante grande, e Richarlison encostado no Firmino. Era deixar o atacante pelo lado esquerdo, o David Neres, depois bem aberto para uma jogada de inversão e infiltração. Baixou a marcação da Bolívia, o lado esquerdo acompanhava o Dani até o fim e ficávamos com um jogador sem utilidade. No intervalo, a mexida foi de posicionamento, trouxemos mais um jogador avançado na criação. Aí a equipe começou a criar - afirmou, completando:

- Quando não está produzindo, não espere que o torcedor tenha compreensão maior. Ele vai vaiar. Todos clubes grandes têm isso. A gente fica trocando bola atrás, roda de lateral para zagueiro, goleiro, a primeira coisa que o cara vai fazer é "BUUUU". Nós temos que compreender que por vezes a construção passa por troca de passes e chegue na frente. Se chegar lá, fazer drible, construir, ele vai aplaudir. Nós temos que construir. No intervalo eu coloquei, nível de concentração tem que estar alto.

Com o resultado, a Seleção Brasileira assumiu a liderança do Grupo A da Copa América, com três pontos. O Brasil volta a campo na terça-feira, às 21h30, contra a Venezuela, na Fonte Nova.

Mais Futebol