Topo

Futebol


Dois anos após saída, Neymar tem ida para o Barcelona encaminhada

2019-06-17T18:04:28

17/06/2019 18h04

Após dois anos longe do Barcelona, o destino de Neymar pode voltar a ser o clube catalão. De acordo com apuração do 'Globoesporte', o brasileiro está perto de voltar à Espanha. O time catalão mantém conversas com o estafe do jogador visando um possível retorno.

Ainda de acordo com a publicação, a negociação já está bem encaminhada e pode ser concretizada na próxima janela de transferências, que abre em julho. A transação gira em torno de 100 milhões de euros (R$ 436,5 milhões, na atual cotação), mas também inclui alguns jogadores para troca.

Neste momento, os principais nomes que podem ser envolvidos na negociação são dos franceses Dembélé e Umtiti, além do croata Rakitic.

O valor pelo qual o Barcelona pretende recontratar Neymar - apesar dos jogadores para troca - é menor do que aquele pago pelo Paris Saint-Germain. Os franceses desembolsaram 222 milhões de euros para contratá-lo, ativando a multa rescisória e tornando o brasileiro o jogador mais caro da história do futebol.

A diferença em relação às duas negociações é justamente a multa rescisória. O contrato de Neymar com o PSG não possui essa cláusula, o que significa que os franceses não são obrigados a aceitar qualquer proposta pelo jogador. Quando o jogador da Seleção Brasileira deixou o Barça, os espanhóis não podiam, por força contratual, recusar a oferta.

Além do interesse do Barça, as declarações de Nasser Al-Khelaifi, dono e presidente do Paris Saint-Germain, contribuem para os rumores em torno do jogador. Ele afirmou que não obrigou ninguém a assinar pelo clube e que "quer jogadores dispostos a dar tudo para participar do projeto".

- Quero jogadores dispostos a dar tudo para defender a honra da camisa e participar do projeto. Aqueles que não querem, ou não entendem, nós vemos e conversamos. É claro que há contratos que devem ser respeitados, mas a prioridade agora é a adesão total ao nosso projeto. (...) Ninguém obrigou ele (Neymar) a assinar com o clube. Ele veio com a consciência de participar de um projeto - analisou o presidente em entrevista à 'France Football'.

Mais Futebol