Topo

Futebol


Caboclo diz não ter mais relação com Marco Polo e assegura Tite até 2022

2019-06-18T00:01:53

18/06/2019 00h01

Em entrevista ao programa "Bem, Amigos", do SporTV, na noite desta segunda (17), o presidente da CBF, Rogério Caboclo, declarou não ter mais relacionamento com Marco Polo del Nero, que o antecedeu no cargo e foi banido definitivamente do futebol pela Fifa em abril de 2018 por suspeitas de corrupção. Caboclo foi diretor-executivo da entidade durante o mandato de Del Nero e teve o apoio deste para ser eleito, com candidatura única.

- A partir da determinação do banimento ainda provisório, o Marco Polo nunca mais teve qualquer relação com a CBF. Nunca mais esteve na sede ou influenciou em qualquer processo. Hoje não tenho relacionamento com ele, não converso com o Marco Polo - afirmou Caboclo, que emendou dizendo que "as práticas vão mostrar" que não existe mais associação entre eles.

O mandatário também comentou sobre o futuro de Tite na Seleção, afiançando que o treinador seguirá até 2022, na Copa do Qatar, independentemente dos resultados. Caboclo escudou-se no contrato, que vigora até o ano do Mundial, mas demonstrou otimismo com bons resultados antes da competição principal.

- O Tite conhece a espinha dorsal do time mais do que conhecia antes da Rússia. E está preparado para mesclar esse time. Fez isso e tem confiança em novos jogadores. E está preparado para mesclar ainda mais para a Copa do Qatar. Sei o planejamento que ele faz e o trabalho que ele faz. Posso dizer que ele tem contrato até a Copa do Cata e fica até lá.

Mais Futebol