Topo

Futebol


Copa América: como foi o último jogo entre Argentina e Paraguai no torneio

2019-06-18T18:18:24

18/06/2019 18h18

Nesta quarta-feira, Argentina e Paraguai farão um duelo decisivo na segunda rodada do Grupo B da Copa América. No Mineirão, as equipes se enfrentam em busca da primeira vitória na competição, às 21h30 (horário de Brasília), após resultados ruins na primeira rodada.

Derrotada pela Colômbia, a Argentina busca inspiração em um confronto da Copa América de 2015 para conseguir os primeiros três pontos na competição. Há quatro anos, a Albiceleste massacrou os paraguaios na semifinal do torneio com um impiedoso 6 a 1 para garantir vaga na final contra o Chile.

Relembre os fatos marcantes desta partida:

ATAQUE INSPIRADO

Mesmo com Messi passando em branco, o ataque argentino viveu uma noite dos sonhos em Concepción. O camisa 10 não balançou as redes, mas contribuiu com três assistências. Di María também foi destaque com dois gols marcados e uma assistência.

Agüero, Pastore, Higuaín e Marcos Rojo também marcaram naquela partida, que foi a melhor atuação da Argentina naquela edição da Copa América, que culminou no vice-campeonato para o Chile na final.

TATA MARTINO NO COMANDO

Gerardo Martino, ou apenas Tata Martino, era o técnico da seleção argentina naquela oportunidade. O treinador foi o comandante da Argentina na Copa América de 2015 e na Copa América Centenario, em 2016, sendo vice-campeão nas duas oportunidades.

Contudo, apesar das 'boas' campanhas à frente da Argentina, Tata Martino não chegou ao final do ciclo de Copa do Mundo, saindo do cargo em 2016 alegando falta de transparência da Associação Argentina de Futebol (AFA).

DERLIS GONZÁLEZ SAIU LESIONADO

Atualmente jogador do Santos, Derlis González era o destaque da seleção paraguaia naquela altura da competição, sendo um dos principais nomes da classificação da seleção frente a Seleção Brasileira nas quartas de finais.

Para azar do Paraguai, o jogador só conseguiu atuar durante a primeira etapa da partida, sendo substituído por conta de uma lesão, assim como o experiente Roque Santa Cruz. Com o resultado final, dá para perceber que os dois fizeram muita falta para a equipe.

NO FIM, TABU MANTIDO

Apesar de ter goleado o Paraguai na semifinal, a Argentina não conseguiu quebrar o tabu de não conquistar títulos desde 1991 e ficou novamente com o vice-campeonato da Copa América.

Na decisão contra o Chile, os argentinos abusaram de perder oportunidades e nos pênaltis, os chilenos conquistaram pela primeira vez a competição, justamente em casa.

Mais Futebol