Topo

Futebol


Baixas não farão o Flamengo mudar de estilo diante do Emelec, diz Jesus

23/07/2019 15h55

As ausências de Everton Ribeiro, Arrascaeta e Vitinho certamente são sentidas, mas o treinador Jorge Jesus, na véspera da partida contra o Emelec (EQU), reforçou que os desfalques não farão o Flamengo mudar de estilo de jogo nesta quarta, em Guayaquil, na ida das oitavas de final da Copa Libertadores.

No comando da equipe desde o dia 20 de junho, o técnico realiza as mesmas atividades com os jogadores considerados titulares e reservas e confia que o método deixa todos em condições de entrar na equipe e executar as funções.

- O fato de ter alguns jogadores lesionado não nos vai fazer mudar a forma de jogo. Trabalhamos todas da mesma maneira. Temos que seguir em frente com os jogadores que temos e não estou preocupado com isso. Confio em todos - afirmou o comandante português, na véspera de sua estreia na Libertadores.

Portanto, pode-se esperar que o Flamengo mantenha a linha de defesa alta e pressione o Emelec no campo de ataque, como já aconteceu nas três partidas sob o comando de Jorge Jesus: 6 a 1 sobre o Goiás, pelo Brasileirão. em 1 a 1 com o Athletico, pela Copa do Brasil, e 1 a 1 com o Corinthians, pelo Brasileirão.

Dois destes jogos foram no Maracanã, onde o Flamengo receberá o Emelec no dia 31 para o duelo decisivo na Libertadores. Tanto no Rio de Janeiro quanto em Guayaquil, o treinador quer a equipe com a mesma postura em campo.

- Quando se trata de Copa, não se olha a ideia de ser dentro ou fora de casa. É uma competição que é disputada em dois jogos, dificilmente será definida em um jogo. Portanto, é por aí que olhamos. Temos que manter a característica.

Ainda nesta tarde, às 17h (de Brasília) o técnico Jorge Jesus comandará um último treinamento antes do jogo contra o Emelec - fechado à imprensa. A atividade será no estádio do Barcelona de Guayaquil. Na quarta, às 21h30, a bola rola no Estádio George Capwell para Flamengo e Emelec pela Libertadores.

Confira outras respostas do técnico Jorge Jesus, do Flamengo, nesta terça-feira:

Qualidades do adversário

O Emelec é um clube com experiência de Libertadores, o Angulo é um jogador já conhecido e observado na Europa. Nós vimos os jogos do Emelec, já enfrentou um brasileiro, que é o Cruzeiro. É um time de intensidade muito alta.

VAR

Sempre fui defensor do VAR. Portugal foi o segundo país a aderir o VAR, depois da Holanda. Sou apologista do VAR, mas não do protocolo utilizado. Acho que os treinadores também precisam ser ouvidos. Mas isso não conta no momento. O VAR veio para transmitir a verdade do jogo.

Pressão no Flamengo

A pressão que se tem sobre mim é a pressão que todos os grandes treinadores gostariam. Uma pressão positiva que sempre procurei ter por estar nos clubes top.

Mais Futebol