Topo

Futebol


Gerente de futebol do Rio São Paulo cita mudanças e mira classificação

23/07/2019 20h21

Semifinalista do primeiro turno do Campeonato Carioca Série B2, o Rio São Paulo tem a partir de sábado, 27, às 15h, contra o Mesquita, a oportunidade de continuar fazendo o bom trabalho que foi imprimido na primeira metade da competição. O Alvinegro de Campinho inicia o segundo turno como um dos favoritos para entrar na zona de classificação e briga por uma vaga do acesso para a segunda divisão carioca.

No decorrer do campeonato o time passou por algumas mudanças, desde a chegada de novos atletas, como o experiente Marquinhos do Sul, ex-Vasco, até a troca de comando técnico na metade do primeiro turno com a entrada de Palinha no lugar de Reinaldo Bartolo. De acordo com o gerente de futebol do Rio São Paulo, Marcelo Silveira, as trocas e as contratações deram maior qualidade ao time, mas ainda falta ajustar detalhes que podem melhorar o desempenho em campo.

- Consideramos as trocas e as mexidas que fizemos no primeiro turno boas. Claro que precisamos de um tempo para adaptar a filosofia de jogo do Palinha e também um entrosamento maior entre os jogadores. O presidente tem nos dados todo o respaldo necessário para conseguirmos fazer uma boa campanha neste segundo turno. Tivemos tempo para trabalhar e trouxemos peças que qualificaram muito nosso elenco. A expectativa é a melhor possível - diz.

O Rio São Paulo se apresenta como um dos clubes que mais investiram na disputa da Série B2 e dispõe também de estrutura de alto nível vinda do legado olímpico nas dependências da Vila Militar, em Deodoro, na Zona Oeste. Ainda segundo Marcelo Silveira, o grupo está confiante para desempenhar um papel de destaque no returno e esforços não serão poupados para alcançar a meta estabelecida.

- Temos consciência das nossas obrigações neste segundo turno. Fiz questão de conversar com todos do grupo e explicar a importância de vencermos este turno e irmos para as semifinais. Estamos com um investimento forte e temos que corresponder. A busca pelo acesso será implacável e confio muito no trabalho do grupo e da comissão técnica - encerra o gerente.

Mais Futebol