ÁLBUM

Veja fotos
de diversas
competições




   17h51 - 07/04/2002

Santos vence o São Paulo nos descontos na Vila Belmiro

Por Ricardo Perrone
Da Agência Folha
Em São Paulo

Com um gol do zagueiro Preto, aos 46min do segundo tempo, o Santos derrotou o São Paulo por 3 a 2, neste domingo, na Vila Belmiro, em um jogo dramático.

O time de Celso Roth abriu uma vantagem de dois gols, permitiu que o adversário empatasse, mas voltou a marcar no final. Quatro dos cinco gols aconteceram em jogadas de bola parada.

O resultado manteve as remotas chances do Santos de se classificar para as semifinais do Rio-SP e complicou a situação do rival.

A equipe da capital, que chegou a liderar o torneio, chegará à última rodada na quinta colocação. Terá de vencer o Americano, no Morumbi, além de torcer contra Vasco ou Fluminense.

O resultado traz de volta a crise ao time do técnico Nelsinho Baptista, que havia voltado a vencer na partida anterior, na goleada de 6 a 1 sobre o Figueirense, após quatro fracassos seguidos.

Foi a terceira derrota dos são-paulinos em clássicos no Rio-SP. Antes, o clube do Morumbi havia perdido para o Palmeiras por 4 a 2 e para o Corinthians por 3 a 1.

Cada equipe dominou uma etapa da partida de hoje. No primeiro tempo, os santistas estiveram perto de construir uma goleada e venceram por 2 a 0. Nos 45 minutos finais, foi a vez de os são-paulinos dominarem.

Nos treinos antes da partida, os jogadores do São Paulo se prepararam para superar a eficiente marcação do Santos, que chegou ao clássico como o time que mais comete faltas e o segundo que mais desarma os rivais no torneio. A estratégia era abandonar as jogadas pelo meio para explorar os lances pelas laterais.

Mas desde o início do jogo, o São Paulo demonstrou dificuldade para colocar o plano de Nelsinho em prática.

Com os zagueiros Preto, Odvan e André Luis, o Santos conseguia desarmar o adversário com facilidade. Só no primeiro tempo, foram 68 desarmes -14 deles feitos por Preto- contra 54 bolas roubadas pelo São Paulo.

Contrariando o que tinham dito antes da partida, os são-paulinos insistiram nas jogadas pelo meio, sem sucesso.

Logo em sua primeira chance no jogo, o clube da Vila Belmiro abriu o placar, aos 6min do primeiro tempo. Diego cobrou falta pela direita, e Marcelo Silva marcou de cabeça.

Após o gol, os santistas conseguiram atacar com mais facilidade ainda. A maioria das jogadas acontecia com Diego, principalmente pelo lado direito.

As rápidas trocas de passe e os dribles santistas desorganizaram a defesa do São Paulo, que viu o rival dominar a partida até o final da primeira etapa.

Aos 37min, Michel ampliou a vantagem. Ele fez jogada individual e chutou forte. A bola desviou em Maldonado e enganou o goleiro Rogério.

O São Paulo voltou para o segundo tempo com Júlio Baptista no lugar de Maldonado.

A equipe de Nelsinho mudou a sua maneira de jogar na etapa final. Explorou mais as laterais e conseguiu ser rápida no ataque, como o rival fizera no primeiro tempo do clássico.

Assustado, o Santos recuou e os são-paulinos não demoraram para chegar ao gol. Aos 12min, Reginaldo marcou de cabeça, após cobrança de escanteio.

A equipe do Morumbi continuou a atacar com rapidez e a criar chances. Em pelo menos três vezes, o goleiro Fábio Costa evitou que o rival empatasse.

Os jogadores de Nelsinho também passaram a fazer uma marcação eficiente em seu campo de ataque, o que fez com que os santistas não conseguissem passar do meio-campo.

A defesa do Santos não resistiu à pressão por muito tempo. Aos 26min, aconteceu o gol de empate. Novamente, depois de escanteio, França matou a bola no peito e chutou forte para empatar.

Só após sofrer o gol de empate, o Santos voltou a atacar, mas sem a mesma objetividade de antes.

Mesmo assim, chegou à vitória. Nos acréscimos, Diego cobrou falta pela esquerda, e Preto marcou de cabeça.

SANTOS
Fábio Costa; Preto, Odvan e André Luis; Michel (Wellington), Marcelo Silva, Renato, Esquerdinha (William) e Léo; Diego e Douglas (Robinho)
Técnico: Celso Roth

SÃO PAULO
Rogério; Gabriel (Belletti), Reginaldo, Jean e Gustavo Nery; Maldonado (Júlio Batista), Fábio Simplício, Souza e Kaká (Lúcio Flávio); França e Reinaldo
Técnico: Nelsinho Baptista

Local: Vila Belmiro, em Santos
Juiz: Romildo Correa (SP)
Cartões amarelos: Reginaldo, Reinaldo e Kaká (SP); Leo e Renato (S)

Gols: Marcelo Silva, aos 6min, e Michel, aos 37min do primeiro tempo. Reginaldo, aos 12min, França, aos 26min, e Preto, aos 46min do segundo



Clique aqui para entrar nas páginas especiais do Rio-São Paulo, com classificação, artilheiros e resultados de todos os jogos. Aqui para entrar na página do Santos ou aqui para saber mais sobre a São Paulo.


Comente esta notícia nos Grupos de Discussão UOL

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

03/09/2007

20h22
Espanhóis comemoram boas atuações no Aberto dos EUA


20h14
Santos tira peso de favoritismo e prevê retomada contra o Inter


20h13
Jogadores do Bota lametam má fase de Dodô


20h10
Diretoria do Bota não teme Fifa e grupo diverge sobre Dodô


20h05
Blake segue sem vencer em partidas de cinco sets

MAIS FUTEBOL

23/06/2010

09h25
Lúcio: "Não estamos satisfeitos com esses dois gols"


09h10
Confronto entre Suíça e Honduras será o 1º da história em Copas


08h38
Juventus contrata goleiro italiano Marco Storari


21/06/2010

12h28
Simão afirma que seleção portuguesa está muito motivada após goleada


11h35
Portugal derruba muralha norte-coreana com 7 gols e fica perto das oitavas