ÁLBUM

Veja fotos
de diversas
competições




   17h55 - 12/05/2002

Com gol de Sorín, Cruzeiro conquista o bi na Copa Sul-Minas

Da Redação
Em São Paulo

O Cruzeiro é bicampeão da Copa Sul-Minas. Neste domingo, o Cruzeiro venceu o Atlético-PR por 1 a 0, no Mineirão. O gol do título foi marcado Juan Pablo Sorín. Ídolo da torcida do Cruzeiro, o argentino despediu-se da equipe mineira, já que está negociado com a Lazio, da Itália.

O time mineiro já havia vencido o primeiro jogo, disputado na Arena da Baixada, em Curitiba, por 2 a 1, e jogava por um empate para ficar com o título. O Atlético-PR precisa vencer o time mineiro para tentar ser campeão.

Com o título do Cruzeiro, o futebol mineiro mantém o dominío da Copa Sul-Minas, com três títulos em três edições. O primeiro foi do América-MG, justamente em cima do Cruzeiro. A equipe azul, porém, se recuperou e conquistou os dois seguintes, batendo Coritiba e Atlético-PR.

A conquista também premiou a melhor campanha cruzeirense em todo o campeonato. Na primeira fase, o Cruzeiro foi líder disparado, vencendo 11 de seus 15 jogos. Nas semifinais, o time cruzeirense empatou duas vezes com o rival Atlético-MG, e conseguiu sua classificação para a final nos pênaltis.

O jogo
O primeiro tempo da decisão foi disputado, sem o domínio de nenhuma das equipes. O Atlético-PR tentou pressionar nos primeiros cinco minutos, mas o Cruzeiro, com um bom toque de bola, manteve o time paranaense longe da sua área.

A primeira boa chance de gol foi do Cruzeiro. Sorín deu um belo toque de calcanhar para Fábio Júnior. O atacante bateu de primeira, da entrada da área, mas o goleiro Flávio fez a defesa no canto direito baixo.

O Atlético-PR chegou com real perigo apenas aos 17min. Kléberson fez boa jogada pela direita e sofreu falta. O próprio Kléberson cobrou a falta e o zagueiro Igor, sem marcação, cabeceou forte. A bola, porém, bateu na trave e saiu.

Com os dois times fazendo forte marcação, os lances de gol deixaram de acontecer. O Atlético-PR voltou a chegar com perigo aos 30min, após falha da zaga do Cruzeiro. Ilan chutou da entrada da área, colocado, e Jefferson novamente defendeu. Na sobra, Alex Mineiro não conseguiu aproveitar.

Mesmo chegando com facilidade até a área do Atlético-PR, o Cruzeiro teve dificuldades para criar bons lances. Aos 46min, Maicon chegou pela direita e chutou cruzado. Flávio defendeu e Fábio Júnior, sem marcação, furou e o marcador no primeiro tempo não foi alterado.

O início da primeira etapa foi bem diferente da primeira. Logo aos 30s o Cruzeiro quase marcou. Após cruzamento da esquerda, Fábio Júnior e Jussiê não conseguiram finalizar. O Atlético-PR deu o troco um minuto depois, com um chute forte de Adriano. Jefferson defendeu.

O Atlético-PR saiu mais para o jogo no segundo tempo. Mas não conseguiu pressionar o time mineiro. Além disso, a equipe paranaense começou a dar mais espaço para o time mineiro atacar com perigo. Edílson, rápido, deu muito trabalho à zaga atleticana.

Com a chegada do Cruzeiro ao ataque, o Atlético-PR mudou sua postura em campo e voltou a ficar mais recuado, buscando os contra-ataques. Mesmo precisando apenas do empate, o Cruzeiro tentou atacar mais que o time rubro-negro.

O jogo ficou aberto. O Cruzeiro esteve perto da área do Atlético-PR em vários lances, mas não conseguiu arrumar a bola para finalizar com perfeição. O rubro-negro paranaense só chegou aos 20min, numa cabeçada de Gustavo defendida pelo goleiro cruzeirense.

Geninho, técnico da equipe atleticana, resolveu abrir mais o time aos 24min, com a entrada de Kléber no lugar de Reginaldo Vital. Com a alteração, o Atlético-PR passou a atacar o Cruzeiro com três atacantes; Kléber, Ilan e Alex Mineiro.

Mas quem voltou a atacar com perigo foi o Cruzeiro. Aos 27min, Edílson puxou o contra-ataque pela direita e tocou para Fábio Júnior. O atacante desviou a bola, que bateu na trave. Na seqüência, Gustavo afastou a bola e acabou com o perigo.

Melhor em campo, o Cruzeiro chegou ao gol aos 31min, num rápido ataque. Augusto lançou Rui pela direita. O meia deu um lindo drible Gustavo, que ficou caído no chão, e tocou para Sorín. O argentino pegou de primeira, cruzado, e marcou um belo gol.

O Atlético-PR abriu-se ainda mais e o Cruzeiro começou a chegar com muito perigo nos contra-ataques. O time mineiro perdeu boas chances, mas conseguiu controlar a bola até o fim, garantindo o título da Copa Sul-Minas 2002.

CRUZEIRO
Jefferson, Luizão, Cris e Marcelo Batatais; Ruy, Fernando Miguel (Recife), Jussiê (Wendell), Jorge Wágner e Sorín; Edílson e Fábio Júnior (Alessandro)
Técnico: Marco Aurélio

ATLÉTICO-PR
Flávio, Igor, Rogério Corrêa e Gustavo (Donizeth Amorim); Alessandro, Reginaldo Vital (Kléber), Kleberson, Adriano e Ivan; Alex Mineiro e Ilan
Técnico: Geninho

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Público: 69.533 pagantes
Renda: R$387.201,00
Árbitro: Antônio Pereira da Silva (GO)
Cartões amarelos: Rogério Corrêa, Jorge Wágner, Adriano, Edílson, Reginaldo Vital, Alex Mineiro e Alessandro (do Atlético-PR)
Gol: Sorín, aos 31min do segundo tempo


Comente esta notícia nos Grupos de Discussão UOL

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

03/09/2007

20h22
Espanhóis comemoram boas atuações no Aberto dos EUA


20h14
Santos tira peso de favoritismo e prevê retomada contra o Inter


20h13
Jogadores do Bota lametam má fase de Dodô


20h10
Diretoria do Bota não teme Fifa e grupo diverge sobre Dodô


20h05
Blake segue sem vencer em partidas de cinco sets

MAIS FUTEBOL

23/06/2010

09h25
Lúcio: "Não estamos satisfeitos com esses dois gols"


09h10
Confronto entre Suíça e Honduras será o 1º da história em Copas


08h38
Juventus contrata goleiro italiano Marco Storari


21/06/2010

12h28
Simão afirma que seleção portuguesa está muito motivada após goleada


11h35
Portugal derruba muralha norte-coreana com 7 gols e fica perto das oitavas