ÁLBUM

Veja fotos
de diversas
competições




   18h03 - 10/11/2002

Botafogo vence o Corinthians e continua com esperança

Agência Folha
Em São Paulo

Um gol aos 44min do segundo tempo manteve as esperanças do Botafogo, deixou o Palmeiras em situação ainda mais delicada e praticamente tirou do Corinthians a chance de buscar o São Paulo na liderança do Brasileiro.

O atacante Fábio aproveitou passe de Daniel após falha do goleiro Doni para fazer seu primeiro gol no Nacional e dar a vitória ao Botafogo por 2 a 1, neste domingo à tarde, em um Maracanã quase vazio.

O resultado não foi suficiente para tirar o time do Rio da zona de rebaixamento -ocupa o 25º lugar, com 25 pontos-, mas serviu como um alento para o time de General Severiano, que estreou neste domingo Carlos Alberto Torres como seu novo técnico.

Substituto de Ivo Wortmann, o capitão do tri, que salvou o Flamengo da queda para a segunda divisão em 2001, tem agora a missão de manter o Botafogo na elite.

Faltando duas rodadas para o fim da fase de classificação, o time alvinegro precisa de duas vitórias (contra Guarani, fora, e São Paulo, em casa) para, provavelmente, permanecer na Série A.

Para o Corinthians, o resultado foi ruim, mas não catastrófico. Mesmo com a derrota, o time de Carlos Alberto Parreira garantiu a classificação para o mata-mata.

O revés, no entanto, deixou distante a meta de alcançar o líder São Paulo, que tem 46 pontos, contra 41 da equipe do Parque São Jorge (terceiro lugar).

O gol de Fábio foi comemorado pelos botafoguenses como se fosse um título. Torres e os reservas se abraçaram, enquanto alguns titulares se jogavam no chão.

Para a pequena torcida que compareceu ao Maracanã -5.182 pagantes- foi um dos poucos momentos de emoção da partida, disputada em "marcha lenta".

Muito da culpa pela baixa velocidade do jogo foi do Corinthians, que trocou passes com a tranquilidade que virou marca do time.

Parecendo desinteressada, a equipe de Parreira envolveu os botafoguenses, principalmente no segundo tempo, mas parou no goleiro Carlos Germano, que, com pelo menos duas grandes defesas, evitou gols dos visitantes.

No primeiro tempo, o time da casa começou a todo o vapor. Logo aos 35s, após arrancada em alta velocidade, o meia Carlos Alberto chutou cruzado, acertando a trave esquerda do Corinthians.

Aos 11min, aproveitando titubeio da zaga corintiana, Lúcio abriu o placar. O meia-atacante viu Doni adiantado e tocou por cobertura, no ângulo.

A desvantagem no placar não alterou a forma de o Corinthians jogar. Como costumam fazer, os paulistas trocavam passes até furar a defesa adversária.

Deivid, que formou ataque com Gil e Leandro, teve duas chances, mas, dentro da área, chutou duas vezes para fora.

Aos 30min, Gil recebeu em velocidade pela esquerda e foi derrubado por Bruno na área. Rogério bateu o pênalti forte, no meio do gol, e vazou Carlos Germano.

No intervalo, Carlos Alberto Torres trocou o ataque do Botafogo. Colocou Fábio, que mais tarde se transformaria em herói, no lugar do apagado Rodrigão.

Afoito, o time do Rio não conseguia levar perigo. O Corinthians, passou a dominar a partida e perdeu três chances claras de gol.

A principal delas aconteceu aos 28min. Marcinho, que substituíra Leandro, puxou contra-ataque e tocou para Deivid. Da direita, o atacante devolveu a bola na cabeça de Marcinho, que escorou livre, quase para o chão. Carlos Germano se esticou todo e conseguiu evitar a virada corintiana.

No fim, após chute de longe de Lúcio, Doni não segurou e deu rebote para Daniel, que só rolou para Fábio bater para o gol vazio.

Reforçado de Vampeta e Kléber, suspensos neste domingo, mas sem Doni e Renato, que levaram o terceiro amarelo, o Corinthians volta a encarar na quarta-feira um adversário com a corda no pescoço.

Contra o Bahia, em Salvador, pode ajudar Palmeiras e se garantir entre os quatro primeiros -o que dá vantagem no mata-mata. Se perder, prejudica o arqui-rival, mas corre o risco de não decidir em casa a vaga para as semifinais.

BOTAFOGO
Carlos Germano; Rodrigo Fernandes, Odvan, Gilmar e Léo Inácio; Galeano (Rogério), Carlos Alberto (Daniel), Esquerdinha e Bruno; Lúcio e Rodrigão (Fábio)
Técnico: Carlos Alberto Torres

CORINTHIANS
Doni; Rogério, Anderson, Fábio Luciano e Moreno; Fabinho, Fabrício (Pingo) e Renato (Juliano); Deivid, Leandro (Marcinho) e Gil
Técnico: Carlos Alberto Parreira

Estádio: Maracanã
Juiz: Lourival Dias Lima Filho (BA)
Cartões amarelos: Bruno, Lúcio, Gilmar, Rogério, Renato, Doni
Gols: Lúcio, aos 11min, e Rogério, aos 30min do 1º tempo; Fábio, aos 44min do 2º

Clique aqui para entrar nas páginas especiais do Brasileiro, com classificação, artilheiros e resultados de todos os jogos. Aqui para entrar na página do Botafogo ou aqui para saber mais sobre o Corinthians


Comente esta notícia nos Grupos de Discussão UOL

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

03/09/2007

20h22
Espanhóis comemoram boas atuações no Aberto dos EUA


20h14
Santos tira peso de favoritismo e prevê retomada contra o Inter


20h13
Jogadores do Bota lametam má fase de Dodô


20h10
Diretoria do Bota não teme Fifa e grupo diverge sobre Dodô


20h05
Blake segue sem vencer em partidas de cinco sets

MAIS FUTEBOL

23/06/2010

09h25
Lúcio: "Não estamos satisfeitos com esses dois gols"


09h10
Confronto entre Suíça e Honduras será o 1º da história em Copas


08h38
Juventus contrata goleiro italiano Marco Storari


21/06/2010

12h28
Simão afirma que seleção portuguesa está muito motivada após goleada


11h35
Portugal derruba muralha norte-coreana com 7 gols e fica perto das oitavas