ÁLBUM

Veja fotos
de diversas
competições




   22h56 - 06/03/2003

São Paulo goleia Lusa Santista e é virtual finalista do Paulistão

MBPress
Em São Paulo

O São Paulo aproveitou o apoio da sua torcida no estádio do Morumbi e goleou a Portuguesa Santista por 5 a 0, em partida válida pela fase semifinal do Campeonato Paulista.

Com esse resultado, o São Paulo pode perder por até quatro gols de diferença, no próximo domingo, às 11 horas, na Vila Belmiro, que chegará na final e enfrentará o vencedor do confronto entre Corinthians e Palmeiras.

Essa foi a primeira derrota do time de Santos na competição estadual. Até antes dessa partida, a Briosa, como é chamada pelos seus torcedores, havia vencido cinco jogos e empatado dois.

A partida marcou o confronto entre o melhor ataque e a até então melhor defesa da competição. O São Paulo já havia balançado as redes adversárias 19 vezes, enquanto a defesa da Lusa Santista só havia sido superada em duas oportunidades.

O treinador José Macia, mais conhecido como Pepe, realizou uma mudança de última hora na Lusa e colocou o zagueiro André Astorga no lugar do ala-direito Nelsinho, passando Vandir para essa função.

Sem poder contar com o volante Maldonado, suspenso pela expulsão contra o Santo André, o treinador Oswaldo de Oliveira escalou Júlio Baptista e recuou Fábio Simplício para a função do chileno.

Mas a grande novidade sãopaulina foi mesmo a volta do pentacampeão mundial Kaká, que se recuperou de uma contusão muscular que o afastou das últimas rodadas e entrou no lugar de Itamar.

Assim como nas quartas-de-final, quando empatou sem gols com o Guarani, a Portuguesa não foi nem sombra do que apresentou na primeira fase do Paulistão, quando fez a segunda melhor campanha - a melhor foi do São Caetano.

O jogo
Desde o apito inicial de Salvio Spínola, o São Paulo dominou as ações da partida por completo e criou praticamente todas as oportunidades de gol da primeira etapa.

O ataque da Lusa Santista, formado pelos cabeça-pintadas Souza e Elizeu e Rico, deixou muito a desejar e apareceu apenas nas muitas reclamações sem a menor razão contra o árbitro.

O time da capital teve duas boas chances nos primeiros dez minutos da partida: aos 3min, Gustavo Nery fez boa jogada individual e bateu por cima do gol; aos 9min, Fábio Simplício arriscou de muito longe e o goleiro Maurício, no canto direito, espalmou para escanteio.

À procura do seu primeiro gol na temporada, o atacante Reinaldo quase marcou um golaço aos 17min, quando aproveitou a sobra de um lance que passou por Luís Fabiano e Kaká e tentou de calcanhar, mas Maurício defendeu com facilidade.

De tanto arriscar, o São Paulo abriu o placar aos 27min: Júlio Baptista cobrou falta com extrema força e acertou o ângulo esquerdo indefensável de Maurício, marcando um golaço.

O gol desmontou a marcação do time praiano e o São Paulo passou a articular jogadas com muito mais facilidade, principalmente com Kaká, Reinaldo e Ricardinho.

O segundo gol, que parecia questão de tempo, saiu aos 36min: Reinaldo deu um passe milimétrico para Luís Fabiano dar um leve toque por cima de Maurício e ampliar a vantagem.

No minuto seguinte, a Portuguesa Santista criou seu único lance de perigo da primeira etapa. O atacante Rico, da entrada da área, bateu em cima do goleiro Rogério Ceni e, no rebote, Elizeu bateu por cima do gol vazio.

A facilidade de entrar na área do adversário era muito grande e, aos 41min, o São Paulo balançou a rede outra vez em um lindo lance: Kaká recebeu bom passe de Ricardinho e tocou de calcanhar para Luís Fabiano, sozinho, mandar outra bola no ângulo de Maurício.

A Portuguesa Santista voltou do intervalo com uma alteração no ataque: o treinador Pepe, colocou o ex-sãopaulino Reinaldo no lugar do inoperante Eliseu.

O primeiro lance de ataque da etapa final foi dos visitantes. Aos 4min, o zagueiro Zambiasi aproveitou um corte errado da defesa tricolor e bateu, mas pegou mal na bola e ela passou sem perigo.

O São Paulo voltou do intervalo com menos disposição e a partida perdeu muito em qualidade, já que a Briosa tentava o ataque desesperadamente, mas não mostrava competência para levar perigo.

Mesmo sem forçar o ataque, o São Paulo ampliou a vantagem aos 17min, com outro gol bem trabalhado: Reinaldo fez boa jogada e rolou para Leonardo, que cruzou para Kaká ajeitar de cabeça e Luís Fabiano anotar seu terceiro gol na partida.

A Portuguesa ainda ensaiou uma reação, mas não conseguiu passar pelo goleiro Rogério Ceni. Reinaldo, Souza, Fabrício e Rico tiveram boas chances entre os 19 e 26 minutos, mas não balançaram a rede.

Nos minutos finais, o treinador Oswaldo de Oliveira resolveu poupar alguns atletas e colocou Fabiano, Itamar e Kleber nos lugares de Gustavo Nery, Luís Fabiano e Kaká, que saíram aplaudidos.

Ainda deu tempo para o São Paulo marcar o quinto gol, aos 41min: Itamar, que acabara de entrar, aproveitou a cobrança do escanteio e cabeceou para marcar seu quarto gol na competição.

SÃO PAULO
Rogério Ceni; Leonardo, Jean, Régis e Gustavo Nery (Fabiano); Fábio Simplício, Júlio Baptista, Ricardinho e Kaká (Kleber); Reinaldo e Luís Fabiano (Itamar)
Técnico: Oswaldo de Oliveira

PORTUGUESA SANTISTA
Maurício; André Astorga (Nelsinho), Zambiasi e Nenê; Vandir, Adriano, Fabrício (Cléderson), Souza e Adavilson; Rico e Eliseu (Reinaldo)
Técnico: Pepe

Data: 06/03/2003 (quinta-feira)
Local: Morumbi, em São Paulo
Juiz: Salvio Spínola Fagundes Filho
Cartões amarelos: Gustavo Nery, Ricardinho, Régis, Kaká, Fábio Simplício (SP); Vandir, André Astorga, Reinaldo (PS)
Gols: Júlio Baptista, aos 27min, Luís Fabiano, aos 36min e 41min do primeiro tempo; Luís Fabiano, aos 17min, e Itamar, aos 41min do segundo tempo


Comente esta notícia nos Grupos de Discussão UOL

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

03/09/2007

20h22
Espanhóis comemoram boas atuações no Aberto dos EUA


20h14
Santos tira peso de favoritismo e prevê retomada contra o Inter


20h13
Jogadores do Bota lametam má fase de Dodô


20h10
Diretoria do Bota não teme Fifa e grupo diverge sobre Dodô


20h05
Blake segue sem vencer em partidas de cinco sets

MAIS FUTEBOL

23/06/2010

09h25
Lúcio: "Não estamos satisfeitos com esses dois gols"


09h10
Confronto entre Suíça e Honduras será o 1º da história em Copas


08h38
Juventus contrata goleiro italiano Marco Storari


21/06/2010

12h28
Simão afirma que seleção portuguesa está muito motivada após goleada


11h35
Portugal derruba muralha norte-coreana com 7 gols e fica perto das oitavas