ÁLBUM

Veja fotos
de diversas
competições




   19h51 - 06/04/2003

Cruzeiro vence São Paulo por 4 a 2 no Morumbi

MBPress
Em São Paulo

No jogo entre dois dos principais favoritos ao título do Campeonato Brasileiro 2003, o Cruzeiro saiu-se melhor na noite deste domingo. Jogando no Morumbi, a equipe de Belo Horizonte venceu o São Paulo por 4 a 2 e afundou de vez o tricolor paulista em uma crise no início deste Brasileirão.

A partida foi marcada por muitos pênaltis e alguns equívocos da arbitragem do catarinense Giuliano Bozzano. Numa noite inspirada dos artilheiros - Deivid marcou três gols e Luís Fabiano dois -, o lateral Maurinho foi o destaque da partida. Além de apoiar e ajudar na defesa, o jogador ofereceu perigo ao São Paulo quando descia para o ataque.

O duelo foi travado também fora de campo, entre os técnicos Oswaldo de Oliveira e Vanderlei Luxemburgo. Apesar de já terem trabalhado juntos - Oliveira foi auxiliar de Luxemburgo no Corinthians -, Luxemburgo irritou Oliveira há alguns dias ao dizer que gostaria de treinar o São Paulo. Como resposta, Oliveira falou que gostaria de dirigir o Flamengo, time de coração de Luxemburgo.

Intrigas à parte, o fato é que as equipes vivenciam situações diferentes. Enquanto o Cruzeiro, atual campeão mineiro, não perde há 24 jogos, desde outubro, nos últimos jogos da primeira fase do Campeonato Brasileiro do ano passado, o São Paulo vai na direção contrária.

Além de não ter engolido a desclassificação para o Santos no Brasileirão 2002, a equipe ainda perdeu o título paulista deste ano para o Corinthians. As cobranças com um dos melhores - e mais caros - elencos do país permanecem.

Não bastasse a falta de títulos, a torcida quer Oswaldo de Oliveira fora do time. O treinador só está se segurando no cargo por conta do amplo apoio que possui dos jogadores são-paulinos.

O São Paulo volta a campo na quarta-feira pelo jogo de ida das oitavas-de-final. O time enfrenta o Figueirense, em Florianópolis. No domingo, mais um adversário catarinense. Dessa vez, contra o Criciúma, também em Santa Catarina, pelo Brasileirão. O Cruzeiro recebe a Ponte Preta no domingo.

O jogo
A partida começou movimentada, com ambos os times em busca do gol. Mas a alegria dos torcedores do tricolor paulista durou pouco. Aos 11min, em bobeada da defesa são-paulina, o meia Alex recebeu passe de Maurinho e abriu o marcador.

Com o São Paulo perdido em campo, o Cruzeiro chegou ao segundo gol três minutos depois, com Deivid, após rápidas trocas de passe entre os jogadores de ataque. A partida seguiu equilibrada, com muitas faltas, cartões amarelos e boas chances para as duas equipes.

O tricolor paulista esboçou uma reação. Aos 31min, Gomes salvou o Cruzeiro de levar o primeiro gol. Após boa cobrança de falta de Gustavo Nery, o goleiro cruzeirense praticou boa defesa.

Intranqüila com o futebol apresentado pela sua equipe, a torcida do São Paulo não parou de vaiar os jogadores, que não conseguiram descontar a vantagem cruzeirense ainda na etapa inicial.

No segundo tempo, as equipes não deixaram o ritmo cair. Logo aos 4min, o São Paulo descontou. Fabiano fez boa jogada pela esquerda e cruzou para Luís Fabiano. De cabeça, o atacante tirou Gomes da jogada e fez o primeiro gol do tricolor.

Dois minutos depois, Jean derrubou Martinez na área e o árbitro catarinense Giuliano Bozzano marcou pênalti. Deivid cobrou e fez o seu segundo gol no jogo e o terceiro do Cruzeiro.

Os jogadores do São Paulo ainda pediram pênalti aos 12min, quando Martinez tirou a bola da área com o ombro. O árbitro não marcou. Em mais um lance duvidoso, aos 16min, Luisão derrubou Fabiano na entrada da área. Dessa vez, o árbitro assimalou pênalti. Luís Fabiano cobrou e descontou novamente para o tricolor.

Aos 22min, mais um pênalti. Kléber derrubou Maurinho fora da área, mas o árbitro entendeu que a falta havia sido feita dentro da área. Deivid, novamente, cobrou e fez 4 a 2.

Reinaldo cobrou boa falta aos 30min e quase diminuiu para o São Paulo. Aos 39min, Maurinho fez boa jogada e ficou perto de marcar um bonito gol. Com o jogo definido, o Cruzeiro passou a tocar a bola e apenas aguardou o apito final.

SÃO PAULO
Roger; Gabriel (Marco Antônio), Jean, Gustavo Nery e Fabiano; Fábio Simplício, Júlio Baptista e Ricardinho; Reinaldo, Kléber (Krauss) e Luís Fabiano
Técnico: Oswaldo de Oliveira

CRUZEIRO
Gomes; Luisão, Thiago e Edu Dracena; Maurinho, Augusto Recife, Martinez, Alex (Wendell) e Leandro; Deivid (Jussiê) e Aristizábal (Marcelo Ramos)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Estádio: Morumbi, em São Paulo
Árbitro: Giuliano Bozzano (SC)
Auxiliares: Edmundo do Nascimento (SC) e Fernando Lopes (SC)
Cartões amarelos: Maurinho (C), Aristizábal (C), Luís Fabiano (S), Alex (C), Fabiano (S), Ricardinho (S), Martinez (S), Wendell (S), Gabriel (S)
Gols: Alex, aos 11min, e Deivid, aos 14min do primeiro tempo; Luís Fabiano, aos 4min, Deivid, aos 9min, Luís Fabiano, aos 17min, Deivid, aos 23min do segundo tempo.

Clique aqui para entrar nas páginas especiais do Campeonato Brasileiro, com classificação, artilheiros e resultados de todos os jogos. Aqui para entrar na página do São Paulo ou aqui para saber mais sobre a Cruzeiro.


Comente esta notícia nos Grupos de Discussão UOL

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

03/09/2007

20h22
Espanhóis comemoram boas atuações no Aberto dos EUA


20h14
Santos tira peso de favoritismo e prevê retomada contra o Inter


20h13
Jogadores do Bota lametam má fase de Dodô


20h10
Diretoria do Bota não teme Fifa e grupo diverge sobre Dodô


20h05
Blake segue sem vencer em partidas de cinco sets

MAIS FUTEBOL

23/06/2010

09h25
Lúcio: "Não estamos satisfeitos com esses dois gols"


09h10
Confronto entre Suíça e Honduras será o 1º da história em Copas


08h38
Juventus contrata goleiro italiano Marco Storari


21/06/2010

12h28
Simão afirma que seleção portuguesa está muito motivada após goleada


11h35
Portugal derruba muralha norte-coreana com 7 gols e fica perto das oitavas