ÁLBUM

Veja fotos
de diversas
competições




   17h59 - 20/07/2003

Preciso, São Paulo vence e chega ao nono jogo invicto

Agência Folha
Em São Paulo

Sem contar, pela primeira vez na "era Rojas", com nenhum integrante do quarteto Ricardinho, Kaká, Reinaldo e Luis Fabiano, o São Paulo se utilizou da precisão em suas finalizações para bater neste domingo o Vitória por 2 a 0.

O resultado levou a equipe aos 41 pontos no Brasileiro, o que o mantém na segunda posição.

Para fazer dois gols, o time paulista tentou apenas cinco vezes durante todo o jogo -teve sucesso em 40% dos arremates.

Dos 14 são-paulinos que atuaram (foram feitas três substituições), somente três deles tentaram fazer gols.

Fabiano (um chute) e Rico (três tentativas), os dois únicos a arriscar arremates em todo o primeiro tempo, foram os autores dos gols que deram à equipe seu quarto triunfo seguido no Brasileiro -está há nove jogos sem perder.

Além deles, apenas o meio-campista Marco Antonio chutou contra a meta do Vitória.

Para ter uma idéia da falta de 'apetite ofensivo'' do São Paulo no duelo de hoje, a média da equipe no Brasileiro era de 15,3 arremates por partida.

Para Rico, uma das explicações para a escassez de chutes foi a ausência de Luis Fabiano. O atacante, que estava suspenso, marcou mais gols (15) do que todos seus companheiros que atuaram em Salvador (dez, já contabilizados os dois de hoje).

"Com ele em campo, o nosso time tem encontrado ainda mais facilidade para marcar", explicou.

Rojas armou o São Paulo no esquema 3-5-2. A formação montada pelo chileno deixou o time do Morumbi com um meio-campo estritamente marcador.

Adriano, Alexandre e Fábio Simplício faziam a proteção à defesa e davam liberdade para os laterais atacarem ao mesmo tempo.

Atrás, Jean e Júlio Santos ganharam a companhia de Lugano, que atuou como líbero.

O esquema se mostrou eficiente logo aos 6min da etapa inicial.

O time paulista construiu seu primeiro gol pelo lado direito, mas foi da esquerda que saiu a finalização. Fábio Simplício fez a bola cruzar toda a entrada da grande área da direita para a esquerda, onde Fabiano estava livre. O lateral pegou de primeira: 1 a 0.

Até o São Paulo arriscar sua segunda finalização, passaram-se 23 minutos de domínio total do Vitória que, apesar disso, só levava perigo ao gol de Rogério nas cobranças de falta.

Somente aos 29min veio o segundo (e último) chute do time do Morumbi na etapa inicial.

Rico desvencilhou-se de seu marcador, driblou o defensor que tentou fazer a cobertura e tocou na saída do goleiro do Vitória.

No segundo tempo, apesar das raras vezes em que esboçou um ataque, o São Paulo viu sua atuação 'premiada'' pela torcida do Vitória que, irritada com a derrota em casa, gritou 'olé'' enquanto os são-paulinos tocavam a bola.

A precisão do São Paulo talvez sido inspirada em seu próprio treinador. Antes de ir a Salvador, Rojas fez um prognóstico. Disse que seu time teria pouca criatividade, mas que talvez vencesse. Acertou em cheio.

VITÓRIA
Juninho; Maurício, Marcelo Heleno, Adaílton, Almir, Ramalho, Dudu Cearense, Dyonísio (César), Samir, Zé Roberto, Alecsandro
Técnico:Edinho

SÃO PAULO
Rogério Ceni, Leonardo, Jean, Júlio Santos, Fabiano, Diego Lugano, Alexandre, Fábio Simplício (Marco Antonio), Adriano, Diego Tardelli (Kléber), Rico (Galo)
Técnico: Roberto Rojas

Local: Estádio Barradão, Salvador (BA)
Árbitro: Fernando Rogério Assunção (AL)
Cartões amarelos: Zé Roberto, Marcelo Heleno, Adaílton (V); Lugano (S)
Cartão vermelho: Alexandre (S)

Cartão vermelho: Alexandre
Gols: Fabiano, aos 6min e Rico, aos 29min do primeiro tempo


Comente esta notícia nos Grupos de Discussão UOL

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

03/09/2007

20h22
Espanhóis comemoram boas atuações no Aberto dos EUA


20h14
Santos tira peso de favoritismo e prevê retomada contra o Inter


20h13
Jogadores do Bota lametam má fase de Dodô


20h10
Diretoria do Bota não teme Fifa e grupo diverge sobre Dodô


20h05
Blake segue sem vencer em partidas de cinco sets

MAIS FUTEBOL

23/06/2010

09h25
Lúcio: "Não estamos satisfeitos com esses dois gols"


09h10
Confronto entre Suíça e Honduras será o 1º da história em Copas


08h38
Juventus contrata goleiro italiano Marco Storari


21/06/2010

12h28
Simão afirma que seleção portuguesa está muito motivada após goleada


11h35
Portugal derruba muralha norte-coreana com 7 gols e fica perto das oitavas