ÁLBUM

Veja fotos
de diversas
competições




   17h57 - 24/08/2003

Vasco vence o São Paulo em jogo de cinco gols

MBPress
Em São Paulo

O sistema defensivo do São Paulo não conseguiu parar o ataque do Vasco neste domingo à tarde. Comandado por Edmundo, o time cruz-maltino bateu o tricolor por 3 a 2, em São Januário, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Edmundo foi o principal jogador do time do Rio, armando várias jogadas do ataque do Vasco, dando uma ótima assistência para Beto e marcando o terceiro gol da vitória do Vasco, garantindo a vitória de seu time.

Pelo lado do São Paulo, Luís Fabiano foi o destaque. O atacante voltou ao time após uma suspensão de quatro jogos. Depois de um primeiro tempo apagado, Luís Fabiano voltou melhor no segundo tempo e marcou dois gols, somando 18 na disputa pela artilharia. Dimba, do Goiás, tem 20.

O resultado foi péssimo para o São Paulo. Com a vitória do Santos sobre o Flamengo, o time tricolor agora está quatro pontos atrás do time da Vila Belmiro. O Santos lidera com 54 pontos, o Cruzeiro é o vice-líder com 52 e o São Paulo tem 50.

Já o Vasco vai aos 36 pontos e fica dez à frente do Fortaleza, que está na zona de rebaixamento da competição. Além dos três pontos, a torcida do Rio também pode comemorar o bom futebol apresentado pelo time neste domingo.

O jogo
A primeira chance clara de gol aconteceu aos 13min. Donizete recebeu lançamento, ganhou na velocidade de Adriano e tirou Rogério Ceni da jogada. O atacante, porém, perdeu o equilíbrio e bateu para fora do gol.

O jogo ficou equilibrado. Com muita marcação das duas equipes, os goleiros Rogério Ceni e Fábio pouco trabalharam. O São Paulo só chegou aos 33min. Rico recebeu lançamento, mas antes que tocasse na bola o goleiro Fábio chegou tirando.

O Vasco continuou mais presente no ataque e chegou ao gol aos 42min. Edmundo tabelou com Régis, colocou a bola entre as pernas de Jean e lançou Beto. O meia bateu de virada e acertou o canto direito de Rogério Ceni.

O São Paulo voltou para os egundo tempo com uma alteração tática. Gustavo Nery, que ficou muito preso atrás na etapa inicial, teve mais liberdade para auxiliar na armação das jogadas.

E o time tricolor começou bem os 45 minutos finais. Logo aos 3min, Luís Fabiano, de cabeça, preparou para Fábio Simplício. O meia pegou muito mal na bola e chutou pela linha de fundo.

Três minutos depois, porém, o São Paulo empatou. Luís Fabiano recebeu lançamento de Rico, passou pelo goleiro Fábio e caiu. Carlos Eugênio Simon, num lance polêmico, marcou pênalti. O próprio Luís Fabiano cobrou e marcou.

O São Paulo continuou melhor nos minutos seguintes, mas o Vasco, aos poucos, foi equilibrando e chegando novamente mais ao ataque. E numa bobeada da zaga são-paulina, o time do Rio marcou o segundo.

Aos 17min, após cobrança de escanteio pela direita, a zaga do São Paulo não cortou. Wescley ficou com a bola pela esquerda e bateu cruzado. Henrique, completamente livre na pequena área, tocou para o gol vazio.

O Vasco teve pouco tempo para comemorar. Logo aos 18min, o São Paulo foi ao ataque e Fabiano fez o lançamento para Luís Fabiano. O atacante bateu de virada, tirando a bola do goleiro Fábio.

Mas assim como o São Paulo, o Vasco também respondeu rápido. Aos 21min, Jean levantou muito o pé na área e Simon deu falta em dois lances para o Vasco. Após a bola ser rolada, Edmundo marcou.

O jogo ficou bom, aberto e com bons lances de emoção. Logo após Rogério Ceni salvar o São Paulo com uma boa defesa, o time tricolor perdeu ótima chance aos 29min. Gustavo Nery cruzou e Rico, livre na pequena área, tocou por cima do gol.

O São Paulo tentou lançar-se ao ataque no final do jogo. Com isso, deu espaço ao Vasco para contra-atacar. O time do Rio teve a última boa chance do jogo. Aos 42min, Régis chutou forte e Rogério Ceni, com os pés, evitou o quarto gol vascaíno.

VASCO
Fábio, Wellington Monteiro, Henrique, Wescley e Ozéia; Da Silva, Bruno Lazaroni e Beto; Edmundo (Igor), Donizete (Rubens) e Régis
Técnico: Mauro Galvão

SÃO PAULO
Rogério Ceni; Jean, Diego Lugano e Gustavo Nery; Leonardo, Adriano, Fábio Simplício (Aílton), Carlos Alberto (Fábio Santos) e Fabiano; Rico e Luís Fabiano (Diego Tardelli)
Técnico: Roberto Rojas

Local: estádio de São Januário, no Rio de Janeiro
Árbitro: Carlos Eugênio Simon (Fifa-RS)
Cartões amarelos: Wescley (V), Edmundo (V), Fábio Simplício (SP)
Gols: Beto, aos 42min do primeiro tempo; Luís Fabiano, aos 6min, Henrique, aos 17min, Luís Fabiano, aos 18min, e Edmundo, aos 21min do segundo tempo


Comente esta notícia nos Grupos de Discussão UOL

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

03/09/2007

20h22
Espanhóis comemoram boas atuações no Aberto dos EUA


20h14
Santos tira peso de favoritismo e prevê retomada contra o Inter


20h13
Jogadores do Bota lametam má fase de Dodô


20h10
Diretoria do Bota não teme Fifa e grupo diverge sobre Dodô


20h05
Blake segue sem vencer em partidas de cinco sets

MAIS FUTEBOL

23/06/2010

09h25
Lúcio: "Não estamos satisfeitos com esses dois gols"


09h10
Confronto entre Suíça e Honduras será o 1º da história em Copas


08h38
Juventus contrata goleiro italiano Marco Storari


21/06/2010

12h28
Simão afirma que seleção portuguesa está muito motivada após goleada


11h35
Portugal derruba muralha norte-coreana com 7 gols e fica perto das oitavas