ÁLBUM

Veja fotos
de diversas
competições




   23h31 - 24/09/2003

De virada, Paraná atropela o São Paulo em Curitiba

MBPress
Em São Paulo

O Paraná reencontrou seu futebol na reestréia do técnico Saulo de Freitas. A equipe levou a melhor na partida desta quarta-feira à noite, no estádio Couto Pereira, em Curitiba, ao vencer o São Paulo, de virada, por 4 a 2.

Com o resultado, o São Paulo permaneceu na quarta posição, com 55 pontos, agora nove atrás do líder Cruzeiro. Já o Paraná somou mais três e foi para 42 pontos.

O primeiro tempo foi do Paraná. Apesar da superioridade, o a equipe parou nas mãos de Rogério Ceni, que esteve muito bem, principalmente, no início do jogo.

Além disso, o São Paulo tinha o atacante Luís Fabiano que, nas duas chances que teve, marcou dois gols (sendo um de pênalti) e assumiu a artilharia isolada da competição, com 22 gols.

Sem seu principal jogador de frente (Luís Fabiano deixou o campo no intervalo, com dores no adutor), o São Paulo perdeu o poder de ataque no segundo tempo e permitiu o empate logo aos 14min, com Renaldo, cobrando pênalti.

Sem dificuldade para entrar na defesa são-paulina, o Paraná se empolgou e marcou mais dois gols, contando ainda com trapalhadas da defesa do São Paulo. Renaldo, novamente, e Fernandinho deram à vitória ao time paranaense.

O jogo
O Paraná começou a partida pressionando o tricolor paulista. Logo aos 3min, Ageu cobrou falta da intermediária e a bola raspou o travessão de Rogério Ceni. Aos 10min, Marquinhos chutou da entrada da pequena área, pela direita, mas Rogério Ceni fez grande defesa.

O Paraná continuou melhor, sem dar chances do São Paulo jogar. Aos 16min, Rogério Ceni salvou sua equipe em duas oportunidades. Primeiramente, quando saiu nos pés de Marquinhos. Depois, ao defender chute à queima-roupa de Caio. Aos 20min, Ageu cobrou falta e a bola passou por cima do gol, com perigo.

Apesar da superioridade, o Paraná quase levou o primeiro gol. Aos 28min, Gabriel fez bela jogada na direita, invadiu a área e cruzou rasteiro para Ricardinho, que, de frente para o gol, chutou por cima da meta defendida por Darci.

O São Paulo chegou ao gol aos 31min. Leonardo fez lançamento longo, ainda no campo de defesa do tricolor paulista, e a bola foi direto para Luís Fabiano. Na grande área, o atacante tirou Ageu da jogada com o pé direito e, de esquerda, chutou alto, no meio do gol, sem chances para Darci: 1 a 0.

O Paraná não se intimidou com o gol e chegou ao empate três minutos depois. Após cobrança de falta ensaiada, Marquinhos saiu livre na frente de Rogério Ceni, matou a bola no peito e, de voleio, chutou à queima-roupa. A bola ainda bateu no travessão antes de pingar dentro do gol.

O tricolor paranaense tinha mais posse de bola quando Darci, aos 40min, derrubou Kléber na grande área: pênalti. Luís Fabiano foi para a cobrança e com categoria fez o segundo dele no jogo: 2 a 1. Com o gol, o atacante assumiu a artilharia isolada do Campeonato Brasileiro, com 22 gols.

O Paraná voltou determinado na etapa final. Aos 14min, Júlio Santos puxou Renaldo dentro da área e o árbitro mineiro Alício Pena Júnior assinalou pênalti. Renaldo foi para a cobrança e deixou tudo igual no marcador.

Júlio Santos quase se redimiu do pênalti que fez em Renaldo. Após receber cruzamento de Ricardinho da esquerda, em cobrança de falta, Júlio Santos subiu mais do que a defesa do Paraná mas cabeceou para fora, aos 23min.

O Paraná conseguiu a virada aos 27min. Leonardo deu um presente para Caio, que fez boa jogada na intermediária, foi levando a bola até a entrada da área e, na hora do chute, foi travado pela defesa são-paulina. A bola sobrou para Renaldo, livre na grande área, fazer o segundo dele na partida e o terceiro do Paraná.

Aos 31min, o treinador Roberto Rojas, do São Paulo, foi para o tudo ou nada. Ele tirou o lateral Leonardo e colocou o atacante Aílton. Mas o Paraná continuou melhor. Aos 33min, Caio dominou fora da área e chutou forte. Rogério Ceni fez a defesa.

A pressão do tricolor paranaense resultou em mais um gol. Aos 34min, Renaldo ficou com a bola na esquerda após erro infantil de Júlio Santos e cruzou rasteiro para Fernandinho, livre na grande área, tocar na saída de Rogério Ceni: 4 a 2.

PARANÁ
Darci; Valentin, Cristiano Ávalos, Ageu e Fabinho; Fernando Miguel, Pierre, Marquinhos (Rodrigo Silva) e Fernandinho; Caio (Emerson) e Renaldo (Maurílio)
Técnico: Saulo de Freitas

SÃO PAULO
Rogério Ceni; Leonardo (Aílton), Jean, Júlio Santos e Gustavo Nery (Gabriel); Adriano, Carlos Alberto, Fábio Simplício e Ricardinho; Luís Fabiano (Rico) e Kléber
Técnico: Roberto Rojas

Local: estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Árbitro: Alicio Pena Júnior (Fifa-MG)
Cartões amarelos: Ricardinho, Leonardo, Adriano, Gabriel, Júlio Santos (S), Fernandinho, Caio, Fabinho, Pierre, Emerson (P)
Gols: Luís Fabiano, aos 31min, Marquinhos, aos 34min, e Luís Fabiano, aos 41min do primeiro tempo. Renaldo, aos 14min e aos 27min, Fernandinho, aos 34min do segundo tempo.


Comente esta notícia nos Grupos de Discussão UOL

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

03/09/2007

20h22
Espanhóis comemoram boas atuações no Aberto dos EUA


20h14
Santos tira peso de favoritismo e prevê retomada contra o Inter


20h13
Jogadores do Bota lametam má fase de Dodô


20h10
Diretoria do Bota não teme Fifa e grupo diverge sobre Dodô


20h05
Blake segue sem vencer em partidas de cinco sets

MAIS FUTEBOL

23/06/2010

09h25
Lúcio: "Não estamos satisfeitos com esses dois gols"


09h10
Confronto entre Suíça e Honduras será o 1º da história em Copas


08h38
Juventus contrata goleiro italiano Marco Storari


21/06/2010

12h28
Simão afirma que seleção portuguesa está muito motivada após goleada


11h35
Portugal derruba muralha norte-coreana com 7 gols e fica perto das oitavas