ÁLBUM

Veja fotos
de diversas
competições




   17h54 - 12/10/2003

Com gol de calcanhar, São Paulo renasce e bate Corinthians por 3 a 0

MBPress
Em São Paulo

Com direito a um gol de calcanhar, o São Paulo renasceu no Campeonato Brasileiro e bateu o Corinthians por 3 a 0, na tarde deste domingo, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O placar foi construído todo no segundo tempo e, ironicamente, após o time do Morumbi perder o atacante Luís Fabiano expulso, após dar uma cabeçada no zagueiro Marquinhos.

Mesmo com um a menos, o São Paulo marcou o primeiro gol aos 31min, com Diego Tardelli, após uma espetacular defesa de Rubinho em cobrança de falta de Rogério Ceni.

Após o gol, o Corinthians perdeu-se em campo e teve Abuda expulso. O time acabou sendo presa fácil para o São Paulo, que matou o jogo com dois gols de contra-ataques.

Com a vitória, o time do Morumbi vai a 61 pontos e assume a quarta posição do Nacional, ultrapassando o Atlético-MG, que perdeu do Cruzeiro por 1 a 0, no Mineirão. Já o Corinthians fica cada vez mais longe do sonho da Libertadores e está em 11º lugar, com 49 pontos.

Em busca da vaga na Libertadores, o São Paulo terá uma complicada partida contra o Goiás, fora de casa, neste sábado. Já o Corinthians encara a Ponte Preta, em casa, no próximo domingo.

A partida
Com seis no meio-campo pelo lado do São Paulo e o Corinthians posicionado com praticamente três volantes, o jogo foi muito ruim no primeiro tempo e ficou restrito às jogadas no meio-campo.

Em um estádio muito vazio, os jogadores pouco empolgaram e o São Paulo teve as melhores chances, graças a dois lançamentos do meio para a área. Na primeira, aos 7min, Carlos Alberto lançou Gustavo Nery, mas Rubinho se antecipou e defendeu.

Três minutos depois, foi a vez de Luís Fabiano receber cruzamento na área, o artilheiro desviou com a ponta da chuteira, mas a bola tocou no joelho esquerdo de Rubinho, que voltou a salvar o Corinthians.

Apático, o alvinegro só criava em jogadas de bola parada. A primeira chance foi aos 17min, com cobrança de falta de Robert desviada por Marquinhos pela linha de fundo. Depois foi a vez de Gil perder um cruzamento na área.

A melhor chance do primeiro tempo só viria aos 29min, quando Luís Fabiano lançou Diego Tardelli, que avançou em velocidade e exigiu boa defesa de Rubinho. A partir daí, o clássico ficou muito chato, os times cansaram de ficar no meio-campo e irritaram o torcedor.

Na etapa final, os dois times voltaram mais à frente e o jogo ficou elétrico. Logo aos dois minutos, Luís Fabiano perdeu boa chance em lançamento na área. Sete minutos depois, Rogério Ceni cobrou falta com perigo e a bola passou próxima do gol.

No minuto seguinte, Luís Fabiano foi lançado em velocidade, ficou de frente para Rubinho, mas se atrapalhou todo no lance e perdeu boa chance. Na seqüência, Abuda perdeu de frente para Rogério Ceni.

Aos 12min, foi a vez de Gil ser lançado em profundidade, mas Diego Lugano tirou o cruzamento do atacante. Em seguida, o São Paulo ficou com um a menos em campo. Em escanteio, Luís Fabiano acertou o cotovelo em Marquinhos na subida para a cabeçada e, depois, acertou uma cabeçada no zagueiro do Corinthians.

A árbitra Sílvia Regina entendeu que o jogador são-paulino deu a cabeçada de forma intencional e expulsou o atleta. Com isso, o Corinthians foi para cima e explorou os espaços no lado esquerdo. Aos 22min, Moreno cruzou para Abuda, que bateu de primeira e Rogério Ceni fez grande defesa.

Três minutos depois, em nova jogada de Moreno, foi a vez de Gil perder. Apesar da vantagem numérica, o Corinthians acabou tomando o gol, aos 31min. Rogério Ceni fez uma grande cobrança de falta, Rubinho foi ainda melhor na defesa, mas a bola sobrou para Diego Tardelli, que cabeceou sem chances para o arqueiro alviengro.

Com o gol, o time de Parque São Jorge perdeu-se completamente e Abuda cometeu uma falta estúpida no goleiro Rogério Ceni, dois minutos após o gol. O São Paulo aproveitou e recuou o time, explorando os contra-ataques.

Desta forma, o Tricolor aproveitou a vantagem e selou a vitória em dois rápidos contra-ataques. Aos 42min, Fábio Simplício fez jogada pela direita e cruzou para Carlos Alberto, que apenas tocou para o gol vazio.

Três minutos depois, o volante Fábio Simplício fechou a vitória com um lindo gol. Após bela jogada de Ricardinho, que driblou dois zagueiros, o volante recebeu cruzamento e tocou de calcanhar. O gol que selou a vitória são-paulina e pode recolocar o time na briga pela vaga na Libertadores.

SÃO PAULO
Rogério Ceni; Lugano, Jean e Gustavo Nery (Diego Tardelli); Gabriel, Alexandre, Carlos Alberto, Fábio Simplício, Ricardinho (Adriano) e Fabiano; Luís Fabiano
Técnico: Roberto Rojas

CORINTHIANS
Rubinho; Coelho, Anderson, Marquinhos e Moreno (Vinícius); Fabinho, Pingo (Jô), Robert (Jamelli) e Renato; Abuda e Gil
Técnico: Júnior

Árbitro: Silvia Regina de Oliveira (Fifa-SP)
Assistentes: Ana Paula de Oliveira (SP) e Aline Lambert (SP)
Cartões amarelos: Alexandre, Fábio Simplício e Lugano (S); Gil, Marquinhos e Fabinho (C)
Cartão vermelho: Luís Fabiano (S) e Abuda (C)
Gols: Diego Tardelli, aos 31min, Carlos Alberto, aos 42min, e Fábio Simplício, aos 45min do segundo tempo



Comente esta notícia nos Grupos de Discussão UOL

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

03/09/2007

20h22
Espanhóis comemoram boas atuações no Aberto dos EUA


20h14
Santos tira peso de favoritismo e prevê retomada contra o Inter


20h13
Jogadores do Bota lametam má fase de Dodô


20h10
Diretoria do Bota não teme Fifa e grupo diverge sobre Dodô


20h05
Blake segue sem vencer em partidas de cinco sets

MAIS FUTEBOL

23/06/2010

09h25
Lúcio: "Não estamos satisfeitos com esses dois gols"


09h10
Confronto entre Suíça e Honduras será o 1º da história em Copas


08h38
Juventus contrata goleiro italiano Marco Storari


21/06/2010

12h28
Simão afirma que seleção portuguesa está muito motivada após goleada


11h35
Portugal derruba muralha norte-coreana com 7 gols e fica perto das oitavas