ÁLBUM

Veja fotos
de diversas
competições




   17h55 - 18/10/2003

Goiás faz ótima partida, vence o São Paulo e acaba com tabu

MBPress
Em São Paulo

Com uma atuação impecável, o Goiás acabou com um longo tabu no futebol brasileiro. Neste sábado à tarde, o alviverde goiano bateu o São Paulo por 3 a 1, pela 37a rodada do Brasileirão. Foi a primeira derrota do São Paulo no estádio do Serra Dourada.

O time goiano, que vinha de uma goleada por 6 a 1 sobre o Fluminense, foi melhor durante quase toda a partida. Com uma marcação forte na saída de bola do São Paulo e ótimo toque de bola, o Goiás envolveu seu adversário e venceu até com certa facilidade, sendo pouco ameaçado.

O São Paulo não contou com Luís Fabiano, 23 gols, suspenso após sua expulsão contra o Corinthians. A zaga são-paulina havia prometido ajudar seu artilheiro, marcando Dimba, que também disputa a artilharia do Brasileirão. Mas a promessa não foi cumprida.

Com dois gols, Dimba chegou aos 24 e voltou a assumir a liderança entre os artilheiros do nacional. O alviverde goiano ainda contou com Grafite, que fez o primeiro gol do jogo, e a ótima atuação de Araújo, principal organizador das jogadas ofensivas do Goiás.

Com a vitória, o Goiás chegou aos 50 pontos, assumindo provisoriamente o décimo lugar, posição que garantiria ao alviverde um lugar na Copa Sul-Americana em 2004. Já o São Paulo fica com 61 pontos, mantendo-se entre os cinco primeiros.

Vitória tranqüila
O São Paulo começou a partida conseguindo equilibrar as ações com o time goiano, mesmo sem criar nenhuma chance para marcar. Com uma marcação forte e trocando bons passes, o Goiás foi dominando o time tricolor.

Aos 17min, Grafite ganhou da zaga pela esquerda e rolou para trás. Dimba bateu para o gol, mas a bola desviou na zaga e saiu pela linha de fundo. Com o Goiás marcando sua saída de bola, o São Paulo não conseguiu chegar ao ataque, sendo acuado em campo.

Numa de suas roubadas de bola no meio, Araújo puxou contra-ataque, deu um belo drible em Adriano e lançou na direita para Grafite. Sem marcação, o atacante entrou na área e bateu cruzado, com força. A bola passou por baixo do braço de Rogério Ceni e entrou.

O gol deu ainda mais ânimo ao Goiás, que continuou envolvendo a zaga são-paulina e mantendo a equipe tricolor longe de sua área. O São Paulo só finalizou uma vez durante todo o primeiro tempo, num chute de fora da área de Kléber, defendido facilmente por Rodrigo Calaça.

Aos 27min o Goiás quase ampliou. Marabá recebeu na entrada da área, passou por seu marcador e bateu para o gol. Rogério Ceni fez ótima defesa e desviou para escanteio. Muito bem em campo, Araújo continuou organizando as jogadas do alviverde e dando trabalho a seus marcadores.

O próprio Araújo deu início à jogada que originou o segundo gol do Goiás. Aos 36min, Araújo deu dois dribles em cima de Adriano. No segundo, dentro da área, o atacante foi derrubado. Dimba cobrou a penalidade deslocando Rogério Ceni e ampliou.

O São Paulo voltou para o segundo tempo dando esperanças para seu torcedor. Aos 7min, Fábio Simplício tocou para Gabriel, dentro da área. Com um toque de letra, o lateral deixou Simplício na cara de Rodrigo Calaça. O meia não desperdiçou e diminuiu.

A reação, porém, foi logo abafada. Aos 10min, Ricardinho saiu jogando errado e perdeu a bola para Cléber, que cruzou na área. Dimba pegou de primeira e marcou um golaço. Kléber, um minuto depois, ainda teve boa chance de marcar novamente para o São Paulo, mas pegou mal na bola e Calaça defendeu.

Numa tarde muito pouco feliz, Ricardinho ainda perdeu uma ótima chance de marcar aos 35min. O meia recebeu ótimo lançamento, saiu livre na cara de Rodrigo Calaça, passou pelo goleiro alviverde, mas adiantou muito a bola, que saiu pela linha de fundo.

O Goiás ainda marcou com Araújo, mas o atacante estava em posição irregular e o gol foi anulado. Nos minutos finais, Rogério Ceni evitou uma goleada do Goiás, salvando após cobrança de falta de Fabão, e logo depois após cabeçada de Dimba.

GOIÁS
Rodrigo Calaça; Cléber, Fabão, João Paulo e Esquerdinha; Josué, Simão (Michel) e Marabá; Grafite, Dimba e Araújo (Wando)
Técnico: Cuca

SÃO PAULO
Rogério Ceni; Gabriel, Edcarlos, Jean e Fabiano; Adriano (Fábio Santos), Carlos Alberto, Fábio Simplício e Ricardinho; Kléber e Diego Tardelli
Técnico: Roberto Rojas

Local: estádio do Serra Dourada, em Goiânia
Árbitro: Luís Antônio Silva Santos (RJ)
Cartões amarelos: Jean (SP), Cléber (G), Marabá (G), Carlos Alberto (SP), Esquerdinha (G)
Gols: Grafite, aos 18min, e Araújo, aos 37min do primeiro tempo; Fábio Simplício, aos 7min, Dimba, aos 10min


Comente esta notícia nos Grupos de Discussão UOL

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

03/09/2007

20h22
Espanhóis comemoram boas atuações no Aberto dos EUA


20h14
Santos tira peso de favoritismo e prevê retomada contra o Inter


20h13
Jogadores do Bota lametam má fase de Dodô


20h10
Diretoria do Bota não teme Fifa e grupo diverge sobre Dodô


20h05
Blake segue sem vencer em partidas de cinco sets

MAIS FUTEBOL

23/06/2010

09h25
Lúcio: "Não estamos satisfeitos com esses dois gols"


09h10
Confronto entre Suíça e Honduras será o 1º da história em Copas


08h38
Juventus contrata goleiro italiano Marco Storari


21/06/2010

12h28
Simão afirma que seleção portuguesa está muito motivada após goleada


11h35
Portugal derruba muralha norte-coreana com 7 gols e fica perto das oitavas