! Em jogo eletrizante, Santos e São Caetano empatam por 3 a 3 - 28/03/2004 - UOL Esporte - Futebol

UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  28/03/2004 - 17h57
Em jogo eletrizante, Santos e São Caetano empatam por 3 a 3

MBPress
Em São Paulo

Graças a uma substituição no intervalo, o Santos conseguiu sair de uma situação adversa no primeiro tempo e empatou com o São Caetano por 3 a 3, pela partida de ida das semifinais do Campeonato Paulista.

Folha Imagem 
São Caetano saiu na frente, mas não conseguiu sustentar a boa vantagem
O Santos começou o jogo de forma defensiva, mas só conseguiu o empate, quando voltou às origens e teve um time mais ofensivo. O herói da partida foi o atacante Basílio, que entrou no segundo tempo, no lugar de Paulo Almeida, e participou dos três gols, tendo anotado o primeiro.

No primeiro tempo, o time do ABC mostrou as mesmas armas que vem marcando a equipe nos últimos dois anos: forte marcação e o rápido contra-ataque. Desta forma, o São Caetano soube anular bem as jogadas do rival e conseguiu a vantagem de 2 a 0, com gols de André Luís (contra) e Warley.

Folha Imagem 
Robinho fez um dos gols neste domingo
Mas, na etapa final, o técnico Emerson Leão mexeu no time e mudou completamente a partida. Basílio entrou no time, deu uma nova movimentação à equipe e comandou a virada. Aos 9min, ele marcou o primeiro, aproveitando cruzamento de Robinho.

O gol incendiou o Santos, que partiu com tudo ao ataque. Após a expulsão de Gilberto, aos 12min, o time conseguiu a virada com gols de Gustavo (contra) e Robinho, após duas jogadas de Basílio. Quando tudo parecia levar à vitória, os visitantes conseguiram o empate com Mineiro, aos 41min, e agora a definição do finalista vai para a partida de volta.

No próximo sábado, as duas equipes realizam a partida de volta, no estádio Anacleto Campanella, em São Caetano. O vencedor se classifica para a decisão, contra o vencedor de Palmeiras e Paulista, que empataram por 1 a 1, no jogo de ida.

O jogo
Sem os contundidos Elano e Alex, o Santos optou por uma formação mais cautelosa com os volantes Paulo Almeida, Claiton e Renato. Com a boa marcação no meio, o time da Vila tomou a iniciativa e teve a primeira chance já aos dois minutos, em tabela de Diego e Claiton, que chutou em cima de Sílvio Luiz.

Três minutos depois, o goleiro Doni deu um susto na torcida. Ele soltou um chute de Ânderson Lima e teve de se esticar todo para afastar. A partir daí, o São Caetano congestionou a jogada pelo meio e o Santos só conseguiu furar em tabelas rápidas da dupla Diego e Robinho.

Aos 21min, Léo recebeu de Diego, foi a linha de fundo e cruzou para Robson, que foi travado. A bola sobrou para Robinho que, na hora da finalização, foi desarmado por Dininho. Dois minutos depois, Paulo César cruzou da direita e Robinho cabeceou para fora.

Melhor em campo, o Santos teve a grande oportunidade aos 29min. Após tabela de Diego e Robinho, o atacante tocou para Paulo César, que mandou uma bomba da entrada da área e acertou o travessão do São Caetano. No minuto seguinte, o São Caetano assustou com contra-ataque de Warley.

Aos 34min, em novo contra-ataque, o time do ABC calou a torcida santista. Gilberto foi derrubado pela zaga e Ânderson Lima cobrou falta da intermediária com muito efeito, Fabrício Carvalho desviou e André Luís deu um toquinho, para matar o goleiro Doni.

Dois minutos depois, o Santos perdeu a chance de empatar com Robson, que recebeu na entrada da área, mas finalizou errado. Em desvantagem, o alvinegro foi para cima e acabou abrindo os espaços, que levaram o São Caetano a um contra-ataque mortal.

Gilberto recebeu na intermediária, fintou Pereira e Claiton, e tocou para Warley. Com liberdade, ele invadiu a área e chutou na saída de Doni, marcando o segundo do São Caetano, aos 44min. Três minutos depois, Robson ainda invadiu a área, mas errou de novo no chute.

Na etapa final, o técnico do Santos, Emerson Leão, colocou Basílio no lugar de Paulo Almeida. O atacante deu mais velocidade ao time da casa e tocou para Robinho, aos 3min, que errou no chute da entrada da área.

A alteração deu resultado aos nove minutos. Robinho fez boa jogada pela esquerda e cruzou. A bola passou na frente de três zagueiros do São Caetano e Basílio chutou sem chances para Sílvio Luiz.

O gol animou os santistas, que desperdiçaram boa chance de empate, aos 11min, com Paulo César, que invadiu a área e errou o chute. No minuto seguinte, a situação ficou ainda melhor para o time da casa, com a expulsão de Gilberto, após cometer falta em Diego no meio-de-campo.

Com a vantagem, o Santos aumentou o sufoco e pressionou o São Caetano já na saída de bola. Desta forma, o alvinegro perdeu boa chance com Basílio, aos 14min. Dois minutos depois, Robinho tocou para Basílio, que cruzou, mas Serginho desarmou em cima da hora.

A tabelinha entre os dois atacantes deu o empate para os anfitriões. Aos 17min, Basílio recebeu de Robinho e cruzou. O zagueiro Gustavo tentou cortar e acabou colocando contra as redes, dando o empate para o Santos.

A partir daí, só deu Santos. Aos 26min, Robinho chutou da entrada da área e Sílvio Luiz pegou. Quatro minutos depois, Léo arriscou e o goleiro do São Caetano voltou a defender. Aos 34min, o lateral esquerdo teve nova chance, mas pecou na finalização.

Com a pressão, o gol não demorou a sair. Aos 37min, Basílio recebeu lançamento, entrou com liberdade e chutou. Sílvio Luiz espalmou e a bola sobrou nos pés de Robinho, que virou para o Santos.

Quando a torcida ainda comemorava a virada, o São Caetano arrancou o empate. Aos 41min, Mineiro arriscou de longe e acertou o canto esquerdo de Doni, em uma bela finalização.

Sete minutos depois, Robinho anda teve uma última chance, mas acertou nos pés de Sílvio Luiz, que salvou o São Caetano e garantiu o empate em um jogo eletrizante na Vila Belmiro.

SANTOS
Doni; Paulo César, Pereira (Alcides), André Luís e Léo; Claiton, Paulo Almeida (Basílio), Renato e Diego (Lopes); Robinho e Robson
Técnico: Emerson Leão

SÃO CAETANO
Sílvio Luiz; Dininho, Gustavo e Serginho; Ânderson Lima, Marcelo Mattos, Marcinho (Marco Aurélio) e Gilberto; Warley (Triguinho) e Fabrício Carvalho (Euller)
Técnico: Muricy Ramalho

Local: Estádio Vila Belmiro, em Santos
Árbitro: Wilson Luiz Seneme
Cartões amarelos: André Luís, Claiton, Paulo César, Renato e Robson (SA); Ânderson Lima, Gilberto e Marcinho (SC)
Cartão vermelho: Gilberto (SC)
Gols: André Luís (contra), aos 34min, e Warley, aos 44min do primeiro tempo; Basílio, aos 9min, Gustavo (contra), aos 17min, Robinho, aos 37min, e Mineiro, aos 41min do segundo tempo

Veja os resultados e a classificação do Campeonato Paulista.

Assista aos gols do Campeonato Paulista de 2004.

Veja as últimas notícias e leia sobre todos os jogos do Santos em 2004.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias