! Alemanha nega denúncias de doping na Copa de 1954 - 31/03/2004 - UOL Esporte - Futebol

UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  31/03/2004 - 13h39
Alemanha nega denúncias de doping na Copa de 1954

Das agências internacionais
Em Berlim (Alemanha)

A Associação Alemã de Futebol (DFB) negou nesta quarta-feira que alguns jogadores da equipe da então Alemanha Ocidental fizeram uso de doping durante a Copa do Mundo de 1954, vencida pelos germânicos. Só o que os atletas tomaram foram complexos vitamínicos, diz a associação.

O porta-voz da DFB, Harald Stenger disse que as acusações de doping levantadas contra a seleção da Alemanha Ocidental de 1954 por uma televisão estatal de Berlim, que repercutiu em toda a imprensa alemã, são "completamente sem fundamento".

"Os jogadores foram tratados com glicose e vitamina C, para ajuda-los a se recuperar (de uma gripe)", afirmou, categórico, Stenger, ao ser indagado sobre seringas e agulhas usadas que foram encontradas nos vestiários do estádio de Berne, na Suiça, após a final, disputada contra a Hungria.

"Vitamina C não é um estimulante de performance. Chamar isso de doping é passar em muito os limites", defendeu Stenger.

Tim Meyer, médico da DFB, lembrou que a vitamina C não está na lista das substâncias proibidas no esporte.

A vitória da Alemanha Ocidental sobre os húngaros por 3 a 2 na final da Copa de 1954 surpreendeu o mundo, não só porque a Hungria encantara a todos com o futebol apresentado naquela Copa (inclusive tendo derrotado o Brasil por 4 a 2 nas quartas-de-final), mas também porque a Alemanha, menos de uma década depois da II Guerra Mundial, mostrava que tinha forças para se erguer da catástrofe e voltar a desenvolver o país.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias