! Com gol no final, o São Paulo bate o Guarani por 3 a 2 - 02/05/2004 - UOL Esporte - Futebol

UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  02/05/2004 - 19h57
Com gol no final, o São Paulo bate o Guarani por 3 a 2

MBPress
Em São Paulo

Com um gol do zagueiro Fabão no finalzinho. Assim o São Paulo venceu o Guarani por 3 a 2 na noite deste domingo, no estádio Brinco de Ouro, em Campinas. Com o resultado, o time do Morumbi foi a dez pontos e assumiu a vice-liderança. Os campineiros continuam com quatro pontos.

Se o técnico Cuca quis testar o esquema com três volantes para os jogos fora de casa na Libertadores, tudo bem. Mas se ele pretende usar essa formação para ganhar algum jogo no nacional, será difícil. Isso porque, no primeiro tempo o São Paulo não conseguiu atacar.

Folha Imagem 
Jogadores do São Paulo comemoram o gol de Fabão, que selou a vitória em Campinas
Sem criação no meio-de-campo, o São Paulo foi envolvido pelo Guarani, que também não foi tão bem tecnicamente, e acabou indo para os vestiários em desvantagem. O alviverde marcou com o atacante Viola, de cabeça, aos 31min.

Na segunda etapa, o técnico Cuca mudou a história da partida. Com a entrada de Danilo e Vélber, a equipe do Morumbi ficou mais ofensiva e botou fogo no jogo. O São Paulo chegou a virada com gols de Fábio Simplício, aos 3min, e Luís Fabiano, aos 14min.

Apesar de estar bem melhor em campo, o Guarani chegou ao empate logo em seguida, aos 16min, com mais um gol de cabeça de Viola. Depois disso, o time de Campinas recuou a marcação e passou a explorar os contra-ataques.

O São Paulo, por sua vez, continuou atacando e garantiu a vitória com um gol do zagueiro Fabão aos 44min da etapa final.

Na próxima rodada, o Guarani enfrenta o Atlético-PR, no estádio Brinco de Ouro, no sábado, dia 8. Já o São Paulo, que joga no domingo, tem mais um desafio fora de casa. A equipe tricolor enfrenta o Coritiba, no estádio Couto Pereira.

Pela Libertadores da América, o São Paulo joga na próxima quarta-feira, contra o Rosario Central, pelas oitavas-de-final, na Argentina.

O jogo
Jogando com uma camisa rubi em homenagem ao seu patrocinador, o Guarani começou a partida jogando melhor que o São Paulo. No entanto, essa pequena superioridade era apenas na posse de bola, já que o time não conseguia chutar a gol.

O São Paulo, que jogava com três volantes, não conseguia criar boas jogadas e apenas arriscava alguns chutões para frente, na tentativa de que o atacante Luís Fabiano resolvesse sozinho. Missão sem sucesso.

O time alviverde teve uma boa oportunidade aos 27min, quando o zagueiro Fabão perdeu a bola para Nil, que lançou o atacante Viola. O veterano se atrapalhou com a bola em frente ao gol e não conseguiu finalizar.

Folha Imagem 
Viola comemora com a torcida do Guarani; veterano fez dois gols contra o São Paulo
Aos 31min, no entanto, Viola não desperdiçou. Após bom cruzamento da direita, o atacante subiu mais que os zagueiros do São Paulo e cabeceou forte para o fundo do gol do goleiro Rogério Ceni.

Travado no seu campo de defesa, o São Paulo não conseguia chegar ao ataque e terminou o primeiro tempo em desvantagem.

Para a etapa final, o técnico Cuca voltou com duas alterações: Vélber no lugar de Jean e Danilo no lugar de Adriano. Com isso, a equipe ficou mais ofensiva e passou a dar mais trabalho para a zaga do Guarani.

A alteração no esquema tricolor surtiu efeito logo aos 3min, quando o meia Vélber cruzou para Luís Fabiano, que cabeceou em cima do goleiro Jean. No rebote, o volante Fábio Simplício empatou a partida.

Todo no ataque, o São Paulo chegou a virada aos 14min. E adivinha com quem? Ele mesmo, Luís Fabiano. O atacante recebeu bom lançamento de Vélber, girou em cima do zagueiro e chutou cruzado.

Apesar da reação, o São Paulo não teve nem tempo de comemorar a virada. Aos 16min, o atacante Viola recebeu mais um bom cruzamento e cabeceou bem para marcar mais um.

Aos 40min, o goleiro Jean evitou o terceiro gol do São Paulo. O atacante Luís Fabiano recebeu a bola, dominou no peito, tirou o zagueiro e chutou à queima-roupa. Jean defendeu bem e salvou o Guarani.

Mas aos 44min ninguém evitou o gol de Fabão, que chutou forte da entrada da área.

GUARANI
Jean; Paulo André, Glauber (Roberto) e Juninho; Marlon; Sidnei, Careca, Patrick e Nil (Luís Fernando); Alexandre e Viola.
Técnico: Joel Santana

SÃO PAULO
Rogério Ceni; Cicinho, Fabão, Rodrigo e Gustavo Nery; Alexandre, Fábio Simplício (Gabriel), Adriano (Danilo) e Marquinhos; Jean (Vélber) e Luís Fabiano
Técnico: Cuca

Local: estádio Brinco de Ouro, em Campinas
Árbitro: Wilson Luis Seneme (SP)
Auxiliares: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Hilton Francisco de Melo (SP)
Cartões amarelos: Luís Fabiano (SP), Nil (G), Alexandre (G), Gustavo Nery (SP), Glauber (G), Cicinho (SP), Paulo André (G)
Gols: Viola, aos 31min, do primeiro tempo; Fábio Simplício, aos 3min, Luís Fabiano, aos 14min, Viola, aos 16min, e Fabão, aos 44min, do segundo tempo.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias