! São Paulo vence o Atlético-MG e assume liderança - 06/07/2004 - UOL Esporte - Futebol

UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  06/07/2004 - 22h25
São Paulo vence o Atlético-MG e assume liderança

MBPress
Em São Paulo

O São Paulo é o novo líder do Campeonato Brasileiro. A equipe bateu o Atlético-MG por 1 a 0 nesta terça-feira, no Morumbi, e assumiu a ponta da tabela com 24 pontos. No entanto, a torcida tricolor agora vai toda para o Juventude, que precisa vencer ou empatar com o Palmeiras nesta quarta-feira para que o time de Cuca continue na liderança.

FolhaImagem 
Cicinho não marcou, mas contribuiu para a vitória do São Paulo que valeu a ponta
Esta é a terceira vez neste Nacional que o São Paulo assume o primeiro lugar na tabela de classificação. O time paulista já havia chegado ao topo na quinta e na sexta rodada. Desde então, a equipe oscilou entre a vice-liderança e o sexto lugar.

Já a situação do Atlético-MG após essa derrota ficou ainda mais complicada. A intenção do técnico Paulo Bonamigo era ganhar fôlego para a seqüência da competição nacional, mas o que aconteceu foi que a falta de ar aumentou.

Com o resultado, o time mineiro continua na 20ª colocação com 13 pontos, mas pode cair para a zona do rebaixamento se Flamengo ou Corinthians vencerem os seus jogos na noite desta quarta-feira.

São Paulo e Atlético-MG voltam a jogar pelo campeonato nacional no próximo sábado. E os dois times têm um clássico pela frente. Os paulistas enfrentam o Santos, às 16h, na Vila Belmiro. Já os mineiros duelam com o Cruzeiro, às 20h30, no estádio do Mineirão.

O jogo
Mesmo jogando com três zagueiros (Fabão, Edcarlos e Lugano) e apenas um atacante (Diego Tardelli) dentro de casa, o São Paulo iniciou a partida desta quarta-feira dando indícios de que tomaria uma postura ofensiva.

Logo aos 2min, o meia Danilo lançou Diego Tardelli, que não alcançou a bola e viu o goleiro Eduardo defender com tranqüilidade.

Aos 11min, porém, o meio-de-campo tricolor tocou bem a bola e chegou ao gol dos mineiros. Tardelli tabelou com Simplício, que tocou para o meia Vélber ajeitar para Cicinho. O lateral-direito chutou cruzado e a zaga atleticana afastou para escanteio.

Depois desse lance, o time do técnico Cuca diminuiu o seu ritmo e passou a dar mais espaços para o Atlético-MG criar suas jogadas, que, na maioria das vezes, surgiam pelas laterais com Rubens Cardoso pela esquerda e Alessandro pela direita.

Aos 13min, o lateral Rubens Cardoso aproveitou a falta de marcação, avançou pela esquerda e cruzou para o meio da área. No entanto, nem os zagueiros do São Paulo e muito menos os atacantes do Atlético-MG chegaram na bola.

O São Paulo, por sua vez, jogava em cima dos erros do adversário. Aos 15min, o zagueiro Adriano escorregou, Diego Tardelli roubou a bola, avançou pela direita e tocou para o meia Danilo, que chutou de primeira à direita do gol de Eduardo.

Percebendo o mau posicionamento da defesa são-paulina, o time do técnico Bonamigo passou a explorar as jogadas aéreas. Aos 25min, por exemplo, Alex Mineiro cabeceou após cobrança de escanteio e Fábio Simplício tirou em cima da linha.

Os donos da casa voltaram a ter o domínio da partida apenas aos 34min, quando o meia Danilo arriscou de fora da área e o goleiro Eduardo fez bela defesa espalmando para escanteio.

O Atlético-MG ainda teve uma chance de marcar aos 41min, quando Alex Mineiro avançou pela direita e chutou cruzado. O goleiro Rogério Ceni, bem colocado, defendeu e evitou o gol mineiro.

No segundo tempo, o técnico Cuca promoveu duas alterações no time tricolor com o intuito de aumentar a ofensividade. O atacante Grafite entrou no lugar do zagueiro Edcarlos e o estreante Alê ficou com o lugar do volante Fábio Simplício.

Na primeira boa chance do São Paulo na etapa final, a equipe do Morumbi abriu o placar. Aos 9min, Grafite fez boa jogada pela direita e cruzou para Danilo, que subiu mais do que os zagueiros e cabeceou para o fundo do gol (no lance, o meia são-paulino bateu cabeça com Emerson e cortou a testa).

Após o gol são-paulino, a partida ficou truncada e nem mesmo com mais dois atacantes colocados pelo técnico Bonamigo o Atlético-MG conseguiu chegar ao empate.

O São Paulo ainda perdeu o lateral-direito Cicinho aos 39min, quando fez falta violenta no zagueiro Adriano. Como já tinha o cartão amarelo, o jogador foi expulso de campo.

SÃO PAULO
Rogério Ceni; Fabão; Edcarlos (Grafite) e Lugano; Cicinho, Alexandre, Fábio Simplício (Alê), Danilo, Vélber e Fábio Santos; Diego Tardelli (Márcio)
Técnico: Cuca

ATLÉTICO-MG
Eduardo, Alessandro, Gaúcho, Adriano e Rubens Cardoso; Emerson, Márcio Araújo, Juninho (Tucho) e Dejair (Wagner); Quirino (Henrique) e Alex Mineiro
Técnico: Paulo Bonamigo

Local: estádio do Morumbi, em São Paulo
Árbitro: Luís Antônio Silva Santos (RJ)
Auxiliares: Jorge Luís Campo Roxo e Élson Passos Sena Filho (ambos do RJ)
Cartões amarelos: Emerson (A), Cicinho (SP), Alexandre (SP), Tucho (SP), Grafite (SP)
Cartão vermelho: Cicinho (SP)
Gols: Danilo, aos 9min, do segundo tempo

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias