! Impiedoso, Santos goleia Ponte e já é quarto na tabela - 07/07/2004 - UOL Esporte - Futebol

UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  07/07/2004 - 23h36
Impiedoso, Santos goleia Ponte e já é quarto na tabela

MBPress
Em São Paulo

Na segunda "decisão", o Santos mostrou força e não tomou conhecimento da Ponte Preta. Com amplo domínio das ações, o time santista ditou o ritmo e goleou o adversário por 4 a 0, mesmo atuando fora de casa, na noite desta quarta-feira, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Durante toda a semana, o técnico Vanderlei Luxemburgo cobrou empenho dos jogadores e muita atenção, já que a Ponte Preta é um dos rivais diretos na briga pela ponta do Nacional. O alerta deu resultado e o time da Baixada Santista foi melhor em toda partida, para construir facilmente a goleada.

Com o triunfo, o Santos chega a 22 pontos e assume o quarto lugar da tabela. O time está a apenas três pontos do líder Palmeiras e consegue a quinta vitória consecutiva. Desde a eliminação na Libertadores, o campeão brasileiro de 2002 obteve cinco vitórias e um empate, mesmo jogando por quatro vezes fora de seus domínios.

A boa sequência leva o alvinegro da Baixada Santista a subir 16 posições na tabela do Nacional. Já a Ponte Preta, que era segunda colocada há uma semana, amarga a segunda derrota seguida e cai para a oitava colocação, com 20 pontos.

No primeiro tempo, o Santos fez uma verdadeira pressão nos primeiros minutos e abriu o placar já aos 2min, com Elano, após belo toque de Robinho. Em seguida, o time ainda perdeu mais duas boas chances. Perdido em campo, a Ponte não vencia a defesa rival e só arriscava em chutes de longe. Aos 40min, a situação se complicou mais com a expulsão de Vander.

Na etapa final, a arbitragem deixou de marcar, pelo menos, um pênalti claro para o Santos. Mesmo com as marcações erradas, os visitantes não tiveram problemas para anotar o segundo, aos 22min, com Preto Casagrande. A Ponte se perdeu e o Santos selou a goleada com Basílio e Robinho.

As duas equipes voltam a campo neste sábado para dois clássicos estaduais. A Ponte Preta encara o rival Guarani, no Moisés Lucarelli, às 15h30, enquanto o Santos recebe o desfalcado São Paulo, às 16h.

O jogo
Mesmo atuando fora de casa, o Santos começou bem e pressionando o rival em seu campo. Logo no primeiro minuto, o time ameaçou em jogada de Elano. Em seguida, aos 2min, o meia novamente avançou e abriu o placar. Ele fez jogada pelo meio, tocou para Robinho, que devolveu de calcanhar para Elano bater na saída de Lauro.

A pressão santista continuou e o time perdeu mais duas chances em menos de um minuto. Aos 3min, Elano foi lançado da direita, bateu de primeira, mas pegou mal. Na sequência, foi a vez de Paulo César arriscar da entrada da área e o goleiro da Ponte fazer boa defesa.

Após o sufoco inicial, o Santos freou um pouco o ritmo e passou a administrar mais a posse de bola. Com boa marcação, o alvinegro da Baixada impedia a subida do rival, que só arriscava em chutes de longe. Foi assim que André Cunha teve a primeira chance da Ponte Preta, aos 19min, mas a bola saiu pela linha de fundo.

No minuto seguinte, Robinho voltou a tabelar com Elano e chutou cruzado para fora. Aos 22min, André Cunha conseguiu um bom espaço na direita, cruzou e Anselmo cabeceou para fora. Nove minutos depois foi a vez de Tápia fazer grande defesa em cabeçada de Domingos, que desviou um escanteio contra a própria meta.

O Santos voltou a pressionar nos minutos finais e chegou como quis. Aos 35min, Preto Casagrande chutou de fora da área e Lauro espalmou. Cinco minutos depois, a situação da Ponte se complicou ainda mais com a expulsão de Vander. O meia fez falta em Preto Casagrande no meio-campo e, como já tinha cartão amarelo, foi expulso.

Com um a mais em campo, o time da Baixada ainda teve uma boa chance de ampliar no final da primeira etapa. Elano fez jogada pela direita e tocou para Deivid que, de frente para o goleiro, finalizou em cima de Lauro.

Na etapa final, o Santos teve a primeira oportunidade já aos três minutos, quando Elano cabeceou cruzamento da direita. Lauro falhou, soltou a bola, mas ninguém do Santos aproveitou.

Aos 14min, Robinho recebeu na área, tentou o drible sobre Carlinhos e foi puxado pela camisa. Além de não marcar o pênalti, o árbitro ainda deu amarelo para o atacante santista.

Três minutos depois, foi a vez de Elano ser empurrado na área por Bill e, novamente, Cleber Wellington Abade nada marcou. Os erros não abalaram o Santos, que não teve problemas para ampliar. Aos 22min, Robinho tocou de cabeça para Elano, que deixou Preto Casagrande na cara do gol. O meia só deslocou Lauro.

Após o gol, a Ponte finalmente criou sua primeira chance com Macedo, mas ele finalizou mal. Luxemburgo trocou Elano e Deivid por Basílio e Marcinho, e a dupla alteração deu resultado em menos de dois minutos. Aos 26min, Marcinho aproveitou uma sobra da zaga e tocou de cabeça. Lauro espalmou e Basílio pegou o rebote, tocando para o gol vazio.

Dois minutos depois, Marcinho fez boa jogada individual. O meia tocou para Ricardinho, que apenas ajeitou para Robinho colocar com classe no canto esquerdo de Lauro. Aos 33min, Marcinho voltou a fazer nova jogada, mas finalizou mal.

Mesmo com a goleada, o Santos manteve-se no ataque e ainda perdeu mais duas boas chances, com André Luís e Marcinho, antes de comemorar a quinta vitória consecutiva na competição.

PONTE PRETA
Lauro; André Cunha, Gustavo, Alexandre e Bll; Ricardo Conceição, Marcus Vinícius, Romeu (Carlinhos) e Vander; Anselmo (Rodrigues) e Júlio César (Macedo)
Técnico: Marco Aurélio

SANTOS
Tápia; Flávio, Domingos, André Luís e Paulo César; Bóvio, Preto Casagrande, Elano (Marcinho) e Ricardinho (Luís Augusto); Robinho e Deivid (Basílio)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Local: estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Árbitro: Cléber Wellington Abade (SP)
Assistentes: Ednílson Corona (SP) e Everson Luís Luquesi Soares (SP)
Cartões amarelos: Alexandre, Ricardo Conceição e Vander (P); Flávio e Robinho (S)
Cartão vermelho: Vander (P)
Gols: Elano, aos 2min do primeiro tempo; Preto Casagrande, aos 22min, Basílio, aos 26min, e Robinho, aos 28min do segundo tempo

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias