! São Paulo vacila, leva gol no fim e perde para Botafogo - 20/07/2004 - UOL Esporte - Futebol

UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  20/07/2004 - 23h47
São Paulo vacila, leva gol no fim e perde para Botafogo

MBPress
Em São Paulo

O São Paulo vacilou mais uma vez no final da partida. Melhor para o Botafogo, que venceu a equipe tricolor por 1 a 0, nesta terça-feira à noite, em Niterói, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Folha Imagem 
Gláucio comemora gol no fim que garantiu ao Botafogo a vitória sobre o São Paulo
O gol da vitória botafoguense foi marcado pelo atacante Gláudio aos 42min do segundo tempo. O jogador havia entrado no segundo tempo, ficando com a vaga de Schwenk, muito vaiado pela torcida alvinegra.

Perder no final da partida, porém, não foi novidade para o time tricolor. Este ano, por exemplo, o São Paulo já foi eliminado da Copa Libertadores, perdendo por 2 a 1 para o Once Caldas, na Colômbia, em situação semelhante.

Além do gol no fim, o São Paulo também sofreu com outro mal comum ao time este ano. A equipe tricolor jogou todo o segundo tempo com um jogador a menos - Flávio foi expulso no final da primeira etapa.

Com o resultado, a equipe do técnico Cuca continuou com 28 pontos e caiu para a quinta colocação no Brasileiro. Já o time carioca apenas evitou a queda para a lanterna. O alvinegro somou 16 pontos, permanecendo na 23ª posição.

Com mais esta derrota fora de casa, o tricolor manteve seu fraco desempenho longe do Morumbi e já soma cinco partidas sem vencer como visitante. Em nove jogos, o São Paulo venceu dois, empatou dois e perdeu cinco, aproveitamento de 29,6%.

Já o time de Mauro Galvão conquistou apenas a sua segunda vitória diante da sua torcida e a terceira no Campeonato Brasileiro.

Na próxima rodada do campeonato nacional, as duas equipes jogam às 16h deste sábado. O Botafogo enfrenta o Coritiba, no estádio Couto Pereira, no Paraná. E o São Paulo recebe o Vasco, no estádio do Morumbi, na capital paulista.

O jogo
Com o gramado do estádio de Caio Martins em péssimas condições devido às fortes chuvas que atingiram a cidade de Niterói, Botafogo e São Paulo começaram o jogo tocando muito a bola no meio-de-campo, mas os erros foram constantes.

Mesmo assim, a equipe paulista mostrou mais ofensividade e dominou as ações da partida durante os 20 primeiros minutos. No entanto, a falta de pontaria dos seus atacantes foi superior à sua eficiência e poucas vezes o goleiro Jefferson foi incomodado.

Apenas aos 24min o gol do alvinegro foi ameaçado. Em cobrança de falta, o zagueiro Fabão chutou forte, a bola desviou em um zagueiro e passou bem perto da trave direita do defensor da equipe carioca.

O São Paulo voltou a ameaçar aos 32min, quando Cicinho fez boa jogada pela direita e tocou para Diego Tardelli na área. O jogador dominou e chutou por cima, desperdiçando a melhor chance até então.

No final da etapa inicial, a equipe tricolor ainda perdeu um jogador. O zagueiro Flávio, que já tinha cartão amarelo, fez falta na lateral e foi expulso de campo.

No segundo tempo, o Botafogo voltou determinado a explorar o fato de ter um jogador a mais em campo e partiu para o ataque com força máxima. Tanto que aos 2min obrigou Rogério Ceni a fazer boa defesa. Schwenk recebeu na esquerda, avançou e chutou cara a cara com o goleiro tricolor, que defendeu com o braço direito.

Não satisfeito, o alvinegro continuou a pressão e aos 4min teve mais uma boa chance. O atacante Têti recebeu cruzamento na área, dominou no peito de frente para o gol, mas foi travado pelo lateral-direito Cicinho no momento do chute.

Um minuto depois, aos 5min, o goleiro Rogério Ceni foi obrigado a realizar mais uma defesa incrível. Após cruzamento da direita, o meia Almir subiu mais do que os zagueiros são-paulinos e cabeceou para o chão. Atento, o defensor tricolor espalmou.

Após esse lance, o São Paulo acordou e adiantou a marcação, o que fez com que o Botafogo não conseguisse chegar ao ataque e o tricolor ameaçasse um pouco mais.

Depois dos 20min, no entanto, a equipe do técnico Mauro Galvão voltou a dominar as ações da partida e pressionou o seu rival no campo de defesa. A falta de pontaria de Têti e Schwenk, porém, evitou que o gol saísse.

Aos 32min, por exemplo, o atacante Schwenk recebeu bom toque de calcanhar na esquerda e, de frente para o gol de Rogério Ceni, chutou cruzado para fora.

Mas a solução alvinegra estava por vir. O jovem Gláucio entrou no lugar do fraco Schwenk e aos 42min marcou o gol da vitória. Após cruzamento de Túlio pela direita, o atacante ganhou de Alê pelo alto e cabeceou no canto esquerdo de Ceni.

BOTAFOGO
Jefferson; Túlio, Gustavo, Scheidt e Renatinho (Camacho); Fernando, Thiago Xavier, Valdo (Têti) e Almir; Raul Estévez e Schwenk (Gláucio)
Técnico: Mauro Galvão

SÃO PAULO
Rogério Ceni; Fabão, Diego Lugano e Flávio; Cicinho, Renan, César Sampaio, Danilo, Vélber (Rondon) e Lino (Ale); Diego Tardelli (Gabriel)
Técnico: Cuca

Local: estádio Caio Martins, Niterói (RJ)
Árbitro: Wilson de Souza Mendonça (Fifa-PE)
Assistentes: Luciano Coelho Cruz e Erick Antas Bandeira (PE)
Cartões amarelos: Fernando (B), Lugano (SP), Scheidt (B)
Cartão vermelho: Flávio (SP)
Gol: Gláucio, aos 42min, do segundo tempo

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias