! Goleiro do Juventude falha e São Paulo assume a liderança - 28/07/2004 - UOL Esporte - Futebol

UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  28/07/2004 - 23h44
Goleiro do Juventude falha e São Paulo assume a liderança

MBPress
Em São Paulo

Com imensa ajuda do goleiro Eduardo Martini, o São Paulo volta a liderar o Campeonato Brasileiro. O time paulista foi sufocado pelo Juventude durante todo o jogo nesta quarta-feira, mas contou com duas falhas do camisa um da equipe gaúcha para vencer por 2 a 1.

De quebra, o São Paulo encerra um jejum. O time não vencia longe de casa havia 62 dias. O último resultado positivo havia acontecido na Copa Libertadores, 4 a 1 sobre o Deportivo Táchira, dia 26 de maio.

Além disso, a equipe tricolor também acaba com outra marca incômoda. O ataque são-paulino, que não funcionava desde o confronto com o Grêmio, no dia 12 de junho, voltou a marcar. O responsável pelo término do jejum foi Diego Tardelli.

O jogador marcou o primeiro gol do São Paulo no jogo, quando o Juventude vencia por 1 a 0, aproveitando falha de Eduardo Martini, que soltou uma bola após cobrança de escanteio. Pouco depois, o goleiro do time gaúcho falhou novamente furando uma bola recuada e deixando Vélber marcar.

Com o resultado, o São Paulo chega a 34 pontos e salta da terceira para a primeira colocação do Campeonato Brasileiro. No entanto, o Santos, que joga nesta quinta contra o Coritiba, na Vila Belmiro, pode chegar aos 35 pontos caso vença a equipe paranaense.

A equipe paulista ainda quebrou uma série de cinco vitórias seguidas do Juventude. Mais que isso, foi a primeira derrota da equipe de Caxias jogando em seu estádio neste Brasileirão. O Juventude segue agora com 30 pontos ganhos.

Na próxima rodada, o São Paulo defenderá a liderança em Porto Alegre, contra o Internacional. O Juventude tentará se recuperar contra o Vasco, também dentro de casa.

O jogo
O primeiro tempo do confronto entre Juventude e São Paulo foi amplamente dominado pelos gaúchos. Desordenados e sem qualidade na armação das jogadas, os visitantes tiveram muito trabalho para conter a pressão.

O Juventude apresentou o cartão de visitas logo aos 3min. Zé Rodolpho arriscou de fora da área, cruzado, e mandou a bola no canto esquerdo do goleiro Roger, que não teve possibilidades de tocar na bola.

E o gol foi apenas o primeiro indício do que aconteceria no restante da primeira etapa. Aos 18min, por exemplo, Thiago cobrou falta da intermediária e Roger desviou para escanteio. Na cobrança, Naldo cabeceou sozinho e obrigou o goleiro a praticar grande defesa.

O domínio do Juventude foi latente. O time gaúcho insistiu nas bolas aéres e o São Paulo não conseguiu marcar. Aos 25min, Leonardo Manzi recebeu cruzamento e desviou de cabeça. A bola passou por cima do gol de Roger.

Dez minutos depois, o Juventude teve a melhor oportunidade de ampliar a vantagem. Donizete Amorim cobrou falta no canto direito de Roger, que desviou a bola para a trave. No rebote, Lopes foi mais rápido que a defesa e tocou para o gol. Edcarlos salvou em cima da linha.

Índio perdeu nova oportunidade de gol aos 37min. Livre de marcação, o jogador teve tempo para escolher o canto e cabecear para fora.

Preocupado com a inoperância ofensiva tricolor, o técnico Cuca abandonou o esquema com três zagueiros e colocou o meia Vélber no lugar de Edcarlos. A alteração deu um alento ao São Paulo, que cresceu no início do período complementar.

Tanto que a primeira oportunidade aconteceu logo aos 5min. Grafite fez boa jogada individual pela direita e cruzou para a área. O venezuelano Rondón dominou e bateu cruzado, de pé direito. A bola passou muito perto da trave direita de Eduardo Martini.

Entretanto, a bola desperdiçada por Rondón foi apenas uma ilusão para os são-paulinos. O Juventude voltou a dominar a partida a partir daí. Aos 12min, Jancarlos driblou dois marcadores e tocou para Lopes, que demorou para chutar. Roger ficou com a sobra.

A pressão do Juventude, contudo, parou novamente em uma alteração de Cuca. O treinador colocou Diego Tardelli no lugar de Rondón aos 18min. Apenas três minutos depois, brilharam as estrelas do comandante do atacante.

Vélber cobrou escanteio da esquerda, Eduardo Martini falhou ao soltar uma bola facilmente defensável para Diego Tardelli. O centroavante apenas desviou de cabeça e empatou a partida em Caxias do Sul.

E Eduardo Martini estava mesmo disposto a dar a vitória ao São Paulo. Aos 35min, o goleiro recebeu uma bola recuada pela defesa e furou ao tentar chutá-la. Vélber ficou com a sobra e apenas empurrou para o fundo das redes.

Após conseguir a virada mesmo jogando mal e sendo dominado, o São Paulo definitivamente abdicou do ataque no final do jogo. Todo na defesa, o time paulista conseguiu garantir sua vitória.

JUVENTUDE
Eduardo Martini; Índio, Naldo e Thiago; Jancarlos, Vânderson, Evandro (Marinho), Donizete Amorim e Zé Rodolpho; Lopes e Leonardo Manzi (Bruno)
Técnico: Ivo Wortmann

SÃO PAULO
Roger; Flávio, Diego Lugano e Edcarlos (Vélber) (Ramalho); Alê, César Sampaio, Cicinho, Danilo e Fábio Santos; Grafite e Rondón (Diego Tardelli)
Técnico: Cuca

Local: estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul
Árbitro: Clever Assunção Gonçalves (MG)
Assistentes: Marco Antônio Martins e Marcio Santiago (MG)
Cartões amarelos: Vânderson (J), Flávio (SP), Lugano (SP), Danilo (SP), Fábio Santos (SP), Grafite (SP), Índio (J), Diego Tardelli (SP)
Gols: Zé Rodolpho, aos 3min do primeiro tempo; Diego Tardelli, aos 21min, e Vélber, aos 35min do segundo tempo

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias