! Santos pára no São Caetano e pode perder ponta - 07/08/2004 - UOL Esporte - Futebol

UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  07/08/2004 - 17h54
Santos pára no São Caetano e pode perder ponta

MBPress
Em São Paulo

O inspirado ataque santista não conseguiu vazar a eficiente defesa do São Caetano. Já a defesa do alvinegro, uma das piores da competição, voltou a comprometer e o Santos foi derrotado pelo rival por 1 a 0 neste sábado, mesmo jogando na Vila Belmiro.

Folha Imagem 
Robinho não conseguiu evitar a oitava derrota do Santos na competição
Com isso, o time da Baixada pode deixar a liderança do Campeonato Brasileiro após cinco rodadas de supremacia. A equipe corre o risco de ser ultrapassada pelo arqui-rival São Paulo, que encara o decadente Flamengo, neste domingo, em Volta Redonda.

O único gol da partida foi marcado por Fabrício Carvalho logo no primeiro minuto. Depois disso, o Santos pressionou, teve um gol mal anulado pela arbitragem no segundo tempo, mas não conseguiu vencer a terceira defesa menos vazada do Nacional, com 20 gols.

Foi a primeira vez desde 23 de maio, quando foi goleado pelo Palmeiras por 4 a 0, que o Santos não marcou na Vila Belmiro. Nos últimos três jogos, o time fizera 15 gols, que garantiram à equipe o status de melhor ataque da competição.

O alvinegro ainda corre o risco de perder o técnico Wanderley Luxemburgo. O treinador teria recebido uma proposta para assumir a vaga do italiano Luigi Del Neri, que deixou o comando do Porto neste sábado.

Já o São Caetano se recupera de duas derrotas seguidas e assume provisoriamente o décimo lugar na tabela, com 32 pontos, voltando a brigar por uma vaga nas competições sul-americanas.

Na última rodada do turno, o Santos tenta obter o título simbólico de campeão contra o Vasco, fora de casa, nesta quarta-feira. O São Caetano joga contra o Atlético-MG, em casa, na quinta-feira.

O jogo
A partida começou empolgante e, logo na primeira jogada, o São Caetano explorou um cochilo da zaga rival e abriu o placar na Vila Belmiro.

No primeiro minuto de jogo, Triguinho avançou com liberdade pela esquerda e cruzou para Fabrício Carvalho, que se antecipou a André Luís, e tocou no canto esquerdo de Tápia.

O gol fez com que o Santos partisse com tudo para cima do oponente. Aos 8min, Robinho aproveitou sobra de um cruzamento da direita, mas finalizou para fora. No minuto seguinte, o atacante arriscou de fora da área e Sílvio Luiz espalmou. Na seqüência, Paulo César perdeu a chance.

Com a pressão, o São Caetano recuou e ficou com cinco homens no meio-campo. Na retranca, o time segurou o ímpeto dos anfitriões e o Santos só voltou a criar aos 25min, em finalização de fora da área de Elano, defendida por Silvio Luiz.

No final do primeiro tempo, o time do ABC ainda teve a chance de ampliar com Marcinho, que desviou cobrança de falta pela linha de fundo. Na etapa final, Luxemburgo voltou com Basílio no lugar de Bóvio, mas foi o São Caetano que teve a primeira chance.

Aos 2min, Marcinho tabelou com Fabrício Carvalho, que demorou demais para finalizar e foi desarmado pela zaga. Oito minutos depois, o Santos empatou, mas o árbitro anulou de forma errada o gol.

Em escanteio cobrado por Ricardinho, Basílio desviou e Deivid, em condição legal, tocou para as redes. O juiz Edílson Pereira de Carvalho atendeu à marcação do assistente Válter José dos Reis e anulou o gol, alegando impedimento do atacante santista.

O lance freou o ânimo santista, que só voltou a criar aos 20min, quando Elano tentou de fora da área e perdeu. No minuto seguinte, o veloz contra-ataque do São Caetano quase definiu a partida. Euller driblou Fabinho, avançou sozinho, mas chutou para fora na saída de Tápia.

Aos 27min, os visitantes ameaçaram com Éder, que arriscou de fora de área, mas mandou pela linha de fundo. Bem retrancado, o São Caetano só era ameaçado em cobranças de falta, mas que Elano e André Luís bateram mal.

Cinco minutos depois, o Santos parou em uma defesa sensacional de Silvio Luiz. O meia Ricardinho cobrou falta, Deivid cabeceou e o goleiro espalmou. Aos 35min, Elano acertou a trave, em finalização da entrada da área.

Precisando do gol, Luxemburgo tirou Paulo César e Fabinho para colocar Marcinho e Luís Augusto. Aos 48min, Léo recebeu na área, mas Silvio Luiz, mais uma vez, defendeu e decretou a vitória do São Caetano, que pode mudar o líder do Brasileiro.

SANTOS
Tápia; Paulo César (Marcinho), Domingos, André Luís e Léo; Bóvio (Basílio), Fabinho (Luís Augusto), Elano e Ricardinho; Deivid e Robinho
Técnico: Wanderley Luxemburgo

SÃO CAETANO
Sílvio Luiz; Ânderson Lima, Gustavo, Ceará e Triguinho; Thiago, Mineiro, Marcelo Mattos e Éder (Marco Aurélio); Fabrício Carvalho (Danilo) e Marcinho (Euller)
Técnico: Péricles Chamusca

Local: estádio Vila Belmiro, em Santos (SP)
Árbitro: Edilson Pereira de Carvalho (Fifa-SP)
Assistentes: Valter José dos Reis (Fifa-SP) e Evandro Luis Silveira (SP)
Cartões amarelos: Elano (SA); Fabrício Carvalho, Gustavo e Marcelo Mattos (SC)
Gol: Fabrício Carvalho, a 1min do primeiro tempo

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias